Bahema Educação (BOV:BAHI3) informou que foi aprovada a emissão de R$ 115 milhões em debêntures. A companhia emitirá até 1.538.462 de debêntures, observando a possibilidade de colocação parcial no montante de 400.000 debêntures equivalentes a R$ 29,9 milhões.

O comunicado foi feito nesta sexta-feira (23). Além disso, as ações continuam sendo negociadas com o direito de preferência para a subscrição das debêntures.

As Debêntures terão valor nominal de R$ 74,75 na data de emissão e não serão objeto de negociação em mercado secundário de bolsa ou balcão.

Cada ação ordinária já existente dará a seu titular o direito de subscrever 0,688085 Debêntures.

Cada uma das Debêntures será convertida automaticamente em ações de emissão da Companhia em 31 de março de 2022 (“Data de Vencimento”), podendo, no entanto, ser convertida antecipadamente: nos dias 30 de abril de 2021 e nos 30 de setembro de 2021, conforme venha a ser solicitado pelos titulares das Debêntures e no caso de aprovação de novo aumento de capital na Companhia, exceto os aumentos de capital realizados pela Companhia exclusivamente para fins do cumprimento do plano de opção de compra de ações, nos termos do artigo 168, parágrafo terceiro da Lei das S.A.’
A empresa pretende divulgar os resultados do 3T20 no dia 13 de novembro.

Emissão de debêntures da Bahema atrai a atenção da B3, mas pelas razões erradas

A emissão de debêntures da Bahema Educação, anunciada nesta semana, sem saiu do papel e já chamou a atenção da B3 (B3SA3), mas pelos motivos errados.

Primeiro, porque a operação mal havia sido anunciada e precisou ser suspensa pela companhia, para efetuar ajustes solicitados pela dona da Bolsa brasileira. No fato relevante em que informa a interrupção, a Bahema não detalha o que deve fazer para adequar a emissão às exigências da B3.

A aprovação aconteceu nesta sexta-feira (23).

O segundo problema é que o anúncio da emissão causou um pico de negociação das ações. O movimento foi notado pela Bolsa, que pediu explicações à Bahema.

Os papéis foram objeto de 55 negociações apenas nas três primeiras horas de pregão. As transações envolveram 8.800 ações e somaram R$ 803 mil.

Trata-se de um movimento bem superior à média da Bahema. Neste mês, segundo dados anexados pela B3 ao ofício encaminhado à empresa, o número de transações diárias da companhia manteve-se numa faixa de dois a 16.

A quantidade de ações envolvidas oscilou entre 200 e 2.600; e o maior volume negociado era de R$ 259.448.

Na resposta ao ofício da B3, a Bahema atribuiu o pico de negócios ao anúncio da emissão de debêntures.

VISÃO TÉCNICA. Um oferecimento de YouTrade. Acesse: www.youtrade.pro.br


Gráficos GRATUITOS na br.advfn.com

Peça uma análise do seu portfolio de investimentos e ações. Clique e fale com o especialista.FaleComEspecialista