As bolsas europeias caíram principalmente na sexta-feira, com o nervosismo sobre as restrições ao coronavírus em todo o continente pesando sobre o sentimento.

Os casos de coronavírus global aumentaram em um único dia recorde de meio milhão na quinta-feira, e a União Europeia agora planeja financiar a transferência de pacientes Covid-19 através das fronteiras dentro do bloco, a fim de evitar a sobrecarga de hospitais conforme o vírus aumenta em todo o continente.

O PIB (Produto Interno Bruto) da zona do euro aumentou mais do que o esperado no terceiro trimestre, com uma alta trimestral de 12,7%, de acordo com dados preliminares do escritório de estatísticas da UE na sexta-feira. A recuperação parcial da queda induzida pela pandemia no trimestre anterior foi impulsionada em grande parte pela França, Itália e Espanha. Já a inflação do bloco ocorrida em outubro foi de -0,3%, estável em relação ao mês anterior.

As ações europeias receberam uma transferência mais fraca da Ásia-Pacífico, onde os mercados sofreram uma terceira sessão consecutiva de quedas durante a noite, com as ações de fornecedores da Apple levando o setor de tecnologia para baixo. A gigante de tecnologia dos Estados Unidos superou as expectativas de lucro na quinta-feira, mas falhou em oferecer qualquer orientação para o quarto trimestre, deixando os investidores incertos quanto ao desempenho de vendas do novo iPhone 12.

Em Wall Street, as ações caíram quando as negociações de estímulo fiscal dos EUA foram interrompidas, os casos de coronavírus aumentaram e uma série de empresas relatou lucros trimestrais.

De volta à Europa, o Banco Central Europeu manteve na quinta-feira sua atual posição de política monetária, mas sugeriu que poderia tomar outras medidas em dezembro para evitar o impacto da pandemia de coronavírus, possivelmente visando uma expansão em seu programa de compra de títulos.

Euro Stoxx 50 (STOXX:SX5E) índice formado pelas 50 ações com maior liquidez, fechou em alta de 0,3%, sendo cotado a 2.964,13.

Confira o Ranking dos papéis que mais subiram e caíram na Euronext.

O índice FTSE 100 (FTSE:UKX), principal indicador de desempenho do mercado acionário do Reino Unido representando a variação das cem principais companhias da Inglaterra, fechou em baixa, cotado a 5.589,81. Veja o desempenho de todos os ativos da terra da rainha.

Em Paris, o Índice CAC 40 (EU:PX1), composto por ações das 40 maiores companhias negociadas na Bolsa de Valores da Euronext Paris, subiu 0,6%.

Na Itália, o índice BIT (BITI:FTSEMIB), composto por ações das 40 maiores companhias negociadas na Bolsa de Valores de Milão, representando 10 diferentes setores da economia italiana valorizou 0,53%.

Confira o Toplist da principal bolsa italiana.

Na Alemanha, o índice DAX (DBI:DAX), composto pelas ações das 30 de empresas negociadas na Bolsa de Valores de Frankfurt (Deutsche Börse), fechou em baixa de 0,4%, sendo cotado a 11.556,48. Confira o ranking completo dos papéis negociados na Alemanha.