O conselho de administração da Klabin (BOV:KLBN11) aprovou submeter aos acionistas da fabricante de papel e celulose, em assembleia a ser convocada para 4 de janeiro, proposta de incorporação da subsidiária Riohold, de acordo com fato relevante da companhia nesta segunda-feira.

“A incorporação tem o objetivo de promover a integração plena das Unidades de Paulínia, Suzano, Franco da Rocha, Rio Verde e Manaus, adquiridas da International Paper Brasil Ltda., aos sistemas de gerenciamento de operações da Klabin, bem como a racionalização da estrutura societária de exploração desses ativos, visando a ganhos de eficiência administrativa, financeira e operacional no desenvolvimento das atividades essas plantas”, argumentou a empresa.

Riohold é uma subsidiária integral da Kalbin que será, na data da incorporação, titular de parte dos ativos adquiridos da International Paper do Brasil. A operação fará com que a Riohold seja extinta e sucedida pela Klabin, integrando seus ativos aos sistemas de gerenciamento de operações da empresa.

Prejuízo líquido de R$ 191,2 milhões

Klabin reportou prejuízo líquido de R$ 191,217 milhões no terceiro trimestre de 2020. Com o desempenho, a empresa reverteu o lucro líquido de R$ 207,427 milhões na comparação com igual período do ano anterior.

A empresa reportou ainda prejuízo líquido atribuído aos sócios da empresa controladora de R$ 198,883 milhões. Diante deste número, a companhia reverteu o lucro líquido atribuído aos controladores de R$ 215,195 milhões em igual período do ano anterior.