A AES Brasil, ex-AES Tietê, concluiu a aquisição do complexo eólico Ventus, junto à J. Malucelli Energia por R$ 650 milhões. A operação foi anunciada em agosto.

O Fato Relevante foi anunciado pela empresa nesta quarta-feira (02). A AES Brasil é negociada na B3 através dos papéis (BOV:TIET3) (BOV:TIET4) e (BOV:TIET11).

Fazem parte do complexo os parques eólicos Brasventos Eolo, Rei dos Ventos 3 e Miassaba.

Pela operação, a AES Brasil pagou 51% do valor de R$ 449 milhões hoje, e pagará o restante em 5 meses, sem atualização monetária. Outros R$ 183 milhões correspondem à assunção de dívida do projeto, de acordo com o saldo apurado em 31 de outubro.

O complexo Ventus está localizado no Rio Grande do Norte, com operação desde 2014 e 187 MW de capacidade instalada, com 100% contratado no mercado regulado de energia, com comercialização por leilão de reserva por 20 anos.

O preço do contrato é de R$ 269,30/MWh. Com a aquisição, a AES Tietê passa a contar com capacidade instalada de 3,9 GW do seu portfólio 100% renovável.

Lucro líquido é de R$ 51,5 milhões

A geradora de energia elétrica brasileira trouxe ao mercado o balanço referente ao terceiro trimestre deste ano. No documento, a companhia registra um lucro líquido de R$ 51,5 milhões, o que significa um resultado 47,3% inferior aos R$ 97,1 milhões obtidos nos mesmos meses do ano passado.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) marcou R$ 311,7 milhões, resultado 22,3% superior no comparativo anual. A margem Ebtida atingiu 61,2% no terceiro trimestre de 2020, uma alta de 11,3 pontos percentuais.

AES TIETÊ (BOV:TIET11)
Gráfico Histórico do Ativo
De Nov 2021 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos AES TIETÊ.
AES TIETÊ (BOV:TIET11)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2020 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos AES TIETÊ.