A Helbor Empreendimentos informou que os serviços de formador de mercado deixarão de ser prestados pelo Bradesco Corretora e passarão a ser prestados pelo BTG Pactual  Corretora. O contrato tem prazo de 24 meses de vigência.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:HBOR3) na noite desta terça-feira. Para ler o comunicado, clique aqui.

A Companhia informa ainda que 65.595.478 das ações ordinárias de sua emissão encontram-se em circulação no mercado e que não celebrou qualquer contrato regulando o exercício do direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários de sua emissão com o formador de mercado.
O Contrato com o BTG Pactual tem prazo de 24 meses de vigência, prorrogável automaticamente por períodos iguais, podendo ser resilido e/ou rescindido a qualquer tempo e sem qualquer ônus por qualquer das partes, mediante com unicação escrita enviada à outra parte e à B3, no
mínimo, 30 (trinta) dias de antecedência da data de resilição e/ou rescisão.
“A contratação deste novo formador de mercado tem o objetivo de fomentar a liquidez das ações ordinárias de emissão da Companhia” afirmou a empresa.
→ A Helbor possui valor de mercado de R$ 1,38 bilhão. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

Lucro líquido de R$ 15,17 milhões no 3T20

A Helbor teve lucro líquido de R$ 15,17 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 28% ante o lucro de R$ 20,99 milhões de igual período do ano passado.
A receita operacional líquida subiu 18,1%, passando de R$ 272,81 milhões no primeiro trimestre de 2019 para R$ 322,12 milhões em igual período de 2020.
“A companhia apresenta uma tendência de melhora nos resultados demonstrando a evolução no seu novo ciclo, onde os projetos novos, que estão sendo lançados, possuem margens robustas enquanto os projetos antigos com margem mais comprimida estão em processo de finalização, pela venda massiva do estoque de unidades prontas”, apontou.