A Ser Educacional comunica aos seus acionistas e ao mercado que o Conselho de Administração aprovou a distribuição de juros sobre o capital próprio, com base no patrimônio líquido de 30 de setembro de 2020.

O comunicado foi feito nesta segunda-feira (28) pelo grupo educacional (BOV:SEER3). Confira o comunicado na íntegra.

O valor bruto total é de R$ 15.465.327,13, correspondente ao valor bruto de R$ 0,120145585 por ação ordinária, sujeito a tributação pelo Imposto de Renda na Fonte, à alíquota de 15%.

Terão direito os acionistas constantes da posição acionária da companhia em 4 de janeiro de 2021, sendo as ações negociadas ex-direito a partir do dia 05 de janeiro de 2021.

Os juros sobre o capital próprio serão integralmente pagos até 20 de janeiro de 2021, sem qualquer remuneração adicional.

Lucro líquido de R$ 54,7 milhões

Ser Educacional registrou lucro líquido de R$ 54,7 milhões, recuando 7,3% em relação aos R$ 59 milhões apurados no mesmo período de 2019. A redução ocorreu em virtude principalmente do efeito da norma contábil IFRS 16 na depreciação e amortização e do imposto de renda e contribuição social, afetado pelo aumento nas contas de provisão, da redução do prejuízo fiscal de suas controladas e de maior receita das atividades não incentivadas.

Ebitda ajustado – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – cresceu 8,5%, para R$ 133,7 milhões. Excluindo itens não recorrentes, a alta foi de 23%, para R$ 108,6 milhões. A margem Ebitda ajustada encerrou o segundo trimestre em 31,7%, contra os 26,6% apurados no mesmo período de 2019.