No acumulado do ano, o grupo Ultrapar registrou lucro líquido de R$ 927,7 milhões, aumento de 130,2% na comparação anual. Em carta que acompanha o balanço da Ultrapar, a companhia diz que “o ano de 2020 demonstrou a resiliência do portfólio de empresas, com resultados crescentes em todos os nossos negócios, exceto Ipiranga, cuja atividade foi diretamente afetada pelas medidas de isolamento social e restrição à mobilidade”.

Os resultados da Ultrapar (BOV:UGPA3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 24/02/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

Em 2020, o Ebitda foi de R$ 3,035 bilhões, alta de 24% em relação a 2019. A receita líquida totalizou R$ 81,241 bilhões, recuo de 9% ante 2019.

4T20

O grupo Ultrapar registrou lucro líquido de R$ 431,5 milhões no quarto trimestre de 2020, revertendo o prejuízo de R$ 267,7 milhões no mesmo período de 2019.

O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado, por sua vez, somou R$ 949 milhões e foi 2,6 vezes maior que o resultado visto um ano antes, quando foi feito o impairment na Extrafarma. Ante o terceiro trimestre, houve queda de 9%, apesar do reconhecimento de um crédito tributário de R$ 85 milhões na Oxiteno referente à exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da Cofins.

Desconsiderando efeitos não recorrentes, o Ebitda trimestral caiu 11% na comparação anual, para R$ 865 milhões, e 17% frente ao terceiro trimestre. O recuo é explicado pelo pior desempenho da Ipiranga e da Ultragaz.

A receita líquida totalizou R$ 23,216 bilhões, 2% inferior à do mesmo intervalo do ano anterior.

Segundo a empresa, essa redução foi provocada principalmente pela rede de postos Ipiranga, parcialmente compensada pelo crescimento da receita líquida nos demais negócios do grupo.

O fluxo de caixa das operações da Ultrapar totalizou R$ 508 milhões no trimestre, alta de 7% na comparação anual e 39% abaixo do registrado no terceiro trimestre. A dívida líquida do grupo estava em R$ 10,5 bilhões em dezembro, ante R$ 10,8 bilhões três meses antes, com alavancagem financeira de três vezes.

O resultado financeiro ficou positivo em R$ 136 milhões no intervalo, frente a despesa financeira líquida de R$ 252 milhões um ano antes.

Dividendos

A Ultrapar Participações informou que seu conselho de administração aprovou a distribuição de dividendos no montante de R$ 479.748.291,00, correspondentes a R$ 0,44 por ação ordinária, a serem pagos a partir de 12 de março de 2021.

Guidance 2021

A Ultrapar divulgou também o seu guidance com projeções de Ebitda para 2021, que deve ficar entre R$ 3,8 bilhões e R$ 4,65 bilhões para toda a companhia.

Entre as empresas do grupo, a companhia projeta Ebitda entre R$ 2,1 bilhões e R$ 2,5 bilhões para a Ipiranga, entre R$ 800 milhões e R$ 1,1 bilhão para a Oxiteno, de R$ 670 milhões a R$ 750 milhões para a Ultragaz, de R$ 340 milhões a R$ 370 milhões para a Ultracargo, entre R$ 100 milhões e R$ 140 milhões para a Extrafama.

Para a Holding e outras áreas da companhia, a projeção é de Ebitda negativo de R$ 210 milhões. Para o cenário, a Ultrapar considera taxa de câmbio a R$ 5,30, crescimento do PIB brasileiro de 2,2% e IPCA de 3%.

Teleconferência

A Ultrapar está mantendo negociações com a Petrobras e não houve até o momento nenhuma mudança na direção da estatal sobre a venda de ativos no setor de refino, afirmou o presidente do conglomerado privado, Frederico Curado, nesta quinta-feira.

Questionado por analistas sobre o rumo do processo de venda dos ativos de refino da Petrobras após a polêmica intervenção do presidente Jair Bolsonaro sobre o comando da companhia, em meio à críticas sobre reajustes sucessivos nos preços dos combustíveis no país, Curado afirmou que a Ultrapar tem visão de longo prazo para o segmento de refino.

“Não tivemos nenhum sinal da Petrobras no sentido de alterar o curso das negociações, que não são simples, mas vai levar algum tempo ainda (para serem concluídas)”, disse Curado durante teleconferência com analistas após a publicação dos resultados de quarto trimestre da Ultrapar na noite da véspera.

“Se houver um subsídio à la o que aconteceu em anos anteriores, como 2015, vemos isso como estruturalmente improvável…no longo prazo. Temos alguns marcos regulatórios importantes”, disse Curado ao ser questionado sobre a atratividade do setor de refino caso a Petrobras altere sua política de preços.

“O espaço fiscal do Brasil também não permite esse tipo de prática. Basicamente, as premisssas que nos levaram a essa tentativa de investimento no setor ainda são válidas”, afirmou.

A Petrobras está tentando vender oito refinarias, o que acabaria com o virtual monopólio da estatal no setor de refino do país e abriria um dos maiores mercados de combustível do mundo para investidores privados. A Ultrapar está liderando negociações para a aquisição da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul.

Criação de diretoria específica de ESG

A Ultrapar está criando uma nova diretoria, subordinada à presidência da holding, que será dedicada exclusivamente a temas ESG e estará oficialmente constituída em março.

De acordo com o presidente do grupo, Frederico Curado, o tema amadureceu os últimos anos e o objetivo é consolidar uma política com foco socioambiental e em governança, estabelecendo metas nessas áreas para que haja monitoramento contínuo.

VISÃO DO MERCADO

Bank of America

A Ultrapar reportou resultados mistos, de acordo com o Bank of America. O banco destaca o Ebitda ajustado abaixo do esperado e alto nível de endividamento, além dos resultados melhores da Ultracargo e da Oxiteno.

O analista Frank McGann aponta que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 865 milhões, abaixo das estimativas de R$ 922 milhões. O BofA afirma que o resultado ocorreu devido a despesas no trimestre, relacionadas a projetos de expansão.

A Oxiteno somou Ebitda ajustado de R$ 177 milhões, acima das projeções de R$ 144 milhões do Bank of America. Já a Ultracargo reportou Ebitda de R$ 77 milhões, ante os R$ 54 milhões estimados pelos analistas. A Ultragaz, porém, somou Ebitda de R$ 154 milhões, 10 milhões abaixo do projetado pelo BofA.

Para o BofA, a companhia deve passar por uma melhora gradual de suas tendências nos próximos meses, impulsionando os lucros. Os analistas afirmam que a geração de caixa permaneceu robusta e permitiu reduzir a alavancagem da companhia. “No entanto, os níveis de endividamento permanecem excessivos, em nossa opinião, e precisarão ser ajustados para que a empresa maximize as oportunidades de crescimento”, ponderam.DFPAudiencePixel;ord=3490845732793.031;dc_seg=6480462852.gif

A Ultrapar estima Ebitda de R$ 3,8 bilhões a R$ 4,65 bilhões neste ano, em linha com a estimativa de R$ 4,16 bilhões do BofA.

A recomendação do Bank of America para os papéis ordinários da Ultrapar é de compra, com preço-alvo de R$ 26,35.

BTG Pactual

BTG Pactual avaliou o desempenho como abaixo do esperado.

Segundo os analistas Thiago Duarte e Pedro Soares, o desempenho foi fraco onde mais importa, na Ipiranga, e Oxiteno e Extrafarma foram os destaques positivos.

Em relação às estimativas de resultados divulgadas ontem pelo grupo, a avaliação do BTG é a de que os números são conservadores, certamente em decorrência das incertezas que rondam Ipiranga e Oxiteno, que foi colocada à venda.

A Ultrapar estima que o Ebitda consolidado fique entre R$ 3,8 bilhões e R$ 4,65 bilhões em 2021, com ponto médio 4% acima do projetado pelo BTG Pactual.

BTG Pactual reduziua a recomendação de compra para neutra para a holding do grupo, com preço-alvo de R$ 24,00 por ação.

XP Investimentos

De acordo com a XP Investimentos, os resultados ficaram abaixo do esperado.

“Tal resultado refletiu uma combinação dos seguintes fatores: (i) resultados abaixo do esperado nas subsidiárias Ipiranga e Ultragaz que foram parcialmente compensados por (ii) melhores resultados na Oxiteno e Extrafarma e (iii) resultados em linha na Ultracargo”, avaliam.

Os analistas possuem recomendação neutra para os ativos, com preço-alvo de R$ 22 por ação.

Pensando em investir na Ultrapar?

A Ultrapar atua nos setores de distribuição de combustíveis, por meio da Ipiranga e da Ultragaz; produção de químicos, por meio da Oxiteno; serviços de armazenagem para granéis líquidos, por meio da Ultracargo; e drogarias, com a Extrafarma.

→ A Ultrapar é uma companhia brasileira com foco nos setores de distribuição de combustíveis, produção de especialidades químicas, serviços de armazenagem para granéis líquidos e drogarias. Confira a análise completa da empresa com informações exclusivas.

Governança Corporativa

As ações da Ultrapar são negociadas no Novo Mercado da B3. O IPO da empresa aconteceu no dia 17/12/2002.

Composição Acionária

ULTRAPAR PARTICIPAÇÕES S.A. Número de Ações %
Ultra S.A. Participações 279.593.690 25,1%
Parth do Brasil Participações Ltda. 85.667.912 7,7%
BlackRock Inc. 55.813.586 5,0%
Ações em tesouraria 26.964.736 2,4%
Outros 666.965.788 59,8%
Total 1.115.005.712 100%

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Ultrapar oscilaram entre a mínima de R$ 10,11 e a máxima de R$ 25,22. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em queda de 0,47%, negociada a R$ 21,28. No dia seguinte a divulgação do resultado, as ações despencaram 7,52%.

Confira o histórico da Ultrapar (UGPA3)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Médio Vol Médio Variação Variação %
1 Semana 22,35 23,01 19,12 20,79 13.795.220 -3,03 -13,56%
1 Mês 22,72 24,46 19,12 22,05 7.811.661 -3,40 -14,96%
3 Meses 21,45 25,22 19,12 22,67 6.214.768 -2,13 -9,93%
6 Meses 20,31 25,22 16,27 21,11 7.173.806 -0,99 -4,87%
1 Ano 20,25 25,22 10,11 18,28 8.346.514 -0,93 -4,59%
3 Anos 39,895 39,895 10,11 20,07 5.439.409 -20,58 -51,57%
5 Anos 31,055 41,625 10,11 22,23 3.779.121 -11,74 -37,79%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters