Quando se fala em siderurgia, quais empresas da Bolsa vêm à sua mente? CSN (BOV:CSNA3)? Gerdau (BOV:GGBR4)? Essas são as mais conhecidas, porém com mais outras duas temos um quarteto fantástico. É o que indica um levantamento feito pela Economatica.

De acordo com ela, os resultados de vendas, lucros e caixa de quatro empresas obtidos no quarto trimestre de 2020 (4T20) deixam o setor de siderurgia na Bolsa em evidência, com valores nunca antes observados. O estudo considerou uma linha temporal que vai desde o primeiro trimestre de 2008 até o quarto trimestre de 2020. Os números são dados em valores nominais, desconsiderando a inflação.

O quarteto fantástico

Compõem esse grupo as já mencionadas CSN (BOV:CSNA3) e Gerdau (BOV:GGBR4), além de Usiminas (BOV:USIM5) e Ferbasa (BOV:FESA4). Juntas, essas companhias acumularam R$ 29,35 bilhões em vendas consolidadas no 4T20, o que equivale ao maior resultado trimestral já alcançado dentro do período estudado (2008 a 2020). No comparativo com o 4T19, ou seja, de um ano antes, o desempenho tem uma alta de 45,2%. Já quando se leva em consideração o 3T20, a alta é de 14,2%. Para facilitar a visualização, a Economatica preparou um gráfico ilustrativo:

fjaloopbfhenncoe

No estudo, a Economatica traduz os números em palavras falando sobre o desempenho de cada uma das companhias: “Individualmente, a Ferbasa é a empresa com maior crescimento percentual entre o 4º trimestre de 2020 e 2019, com 61,8%, seguida pela CNS, com 50,1%; Gerdau com 42,9% e Usiminas com 41,3%. Entre o 4º e 3º trimestre de 2020, a Usiminas tem o maior crescimento, com 24,9%; Ferbasa com 20,4%, CSN com 12,4% e Gerdau com 11,4%. Nominalmente, a Gerdau tem o melhor resultado de vendas no 4º trimestre de 2020, com R$ 13,62 bilhões, seguida pela CSN com 9,79 bilhões, Usiminas com R$ 5,47 bilhões e Ferbasa com R$ 464 milhões”.

Já quando se fala em lucro líquido, que é o que todo investidor também adora saber e fica sempre de olho, no acumulado das quatro empresas no 4T20, o montante é de R$ 6,37 bilhões, “que é o maior valor nominal de lucratividade trimestral do setor historicamente e ultrapassa o maior valor anteriormente registrado no 4º trimestre de 2008, quando as empresas tiveram lucro de R$ 5,07 bilhões”, explica a Economatica.

Ainda segundo ela, quem puxou esse desempenho para cima foi a CSN, que sozinha teve um lucro líquido de R$ 3,72 bilhões no 4T20, perdendo apenas para seu lucro do 4T08. Já a medalha de prata fica para a Usiminas, com R$ 1,55 bilhão de lucro líquido no quarto trimestre do ano passado, que é o maior resultado trimestral da empresa já apresentado dentro do período do estudo. Segue na terceira colocação a Gerdau, com lucro de R$ 1,04 bilhão, e a Ferbasa em último, com R$ 37 milhões em lucro líquido no 4T20.

ildbdjbkfmgfanhi2

Já no quesito caixa das empresas, juntas elas somam R$ 26,5 bilhões no quarto trimestre de 2020, o melhor resultado dentro dessa trajetória estudada pela Economatica. No comparativo com o 4T19, o valor tem um crescimento de 119%; já em se tratando do 3T20, a alta é de 34,2%.

E agora uma pergunta que todos querem saber: qual dessas empresas possui o maior caixa no encerramento de 2020?

Como não poderia deixar de ser, devido aos ótimos resultados apresentados pela empresa no decorrer do ano passado, a CSN ganha disparada, com R$ 13,7 bilhões em caixa no 4T20. Esse resultado supera o de 2019 em 268% e o do 3T20 em 60,9%. Em seguida vem a Gerdau, com R$ 7,65 bilhões, uma alta de 21,7% ano a ano e de 6,4% sobre a performance do 3T20.

Surpreende também o resultado da Usiminas, que fechou o 4T20 com R$ 4,86 bilhões em caixa, uma alta de 153,4% sobre o desempenho do 4T19 e de 30,4% sobre o 3T20. Por último, vem a Ferbasa, tendo uma alta de 61,9% no caixa na comparação do 4T20 com o 4T19 e de 8,3% sobre o 3T20.

kcbacpmneaecghib3

A Economatica também conseguiu compilar dentro dessa régua histórica a dívida das siderúrgicas. Juntas, elas fecharam o quarto trimestre de 2020 devendo R$ 59,2 bilhões, o que é um salto de 19,5% sobre o endividamento observado um ano antes, no 4T19. Porém, quando se compara o 4T20 com o 3T20, a dívida delas cai 3,2%.

Mas entre as quatro, qual fechou o ano passado devendo mais?

A CSN ficou com R$ 35,2 bilhões em dívida, enquanto a Gerdau teve R$ 17,5 bilhões, a Usiminas R$ 5,96 bilhões e a Ferbasa R$ 529 milhões. Conforme a Economatica: “A CSN é a empresa com maior volume de dívida, com R$ 35,2 bilhões, seguida pela Gerdau com R$ 17,5 bilhões, Usiminas com R$ 5,96 bilhões e Ferbasa com R$ 529 milhões. Em 12 meses, a CSN tem o maior crescimento percentual de endividamento, com 26,1%, seguida pela Usiminas com 16,9%, Gerdau 9,1% e Ferbasa 6,9%”.

Por fim, mais um dado muito interessante foi revelado na pesquisa da Economatica. Em termos de valor de mercado, as empresas somaram R$ 119,6 bilhões no dia 5 de março de 2020 (dentro do 1T20). Apenas no primeiro trimestre de 2010 é que esse valor foi superado pelas companhias, quando juntas tiveram um valor de mercado total de R$ 121,1 bilhões.

Esses R$ 119,6 bilhões vistos no 1T20 é 250,3% maior do que o do 1T19 e 15,2% superior ao valor de mercado das empresas até o dia 5 de março de 2021 (ou seja, 1T21). Segundo a Economatica: “A CSN é a empresa com maior valor de mercado, com R$ 51 bilhões no dia 5 de março de 2021, seguida pela Gerdau com R$ 44,0 bilhões, Usiminas com R$ 21,9 bilhões e Ferbasa com R$ 2,61 bilhões. A Ferbasa é a empresa com o maior crescimento percentual de valor de mercado no ano de 2021, com 32,0%. A Usiminas, com 17%, é a segunda, seguida pela CSN, com crescimento de 16,2%, e Gerdau, com 12,4%”.

E aí, gostou de conhecer essa pesquisa? Comenta aqui embaixo e aproveite para compartilhar este conteúdo com seus amigos que já investem em siderúrgicas ou que ainda estão tomando essa decisão. Aproveitem e ótimo$ investimento$!

FERBASA PN (BOV:FESA4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2021 até Set 2021 Click aqui para mais gráficos FERBASA PN.
FERBASA PN (BOV:FESA4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2020 até Set 2021 Click aqui para mais gráficos FERBASA PN.