O Conselho de Administração da Eternit aprovou o Aumento de Capital Social, dentro do limite do Capital Autorizado, para subscrição privada. A Eternit busca através desse aumento de capital levantar os recursos necessários para proceder a aquisição de ativos industriais, em operação, dedicados à produção de telhas de fibrocimento, promovendo um movimento de consolidação setorial, com crescimento instantâneo da capacidade instalada da Companhia, sem provocar excedente de produção na indústria, com consequente reflexo nas margens praticadas no mercado.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:ETER3) na sexta-feira (19).

O valor do Aumento de Capital será de R$ 110.000.107,80, mediante a emissão privada de 10.101.020 ações ordinárias, todas nominativas e sem valor nominal, ao preço de emissão de R$ 10,89, por ação.

Caso haja a subscrição da totalidade das ações objeto do Aumento de Capital, o capital social da Companhia passará de R$ 385.536.684,52, representado por 51.675.555 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal, para R$ 495.536.792,32 representado por 61.776.575 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Caso a adesão de acionistas da Companhia, no exercício do direito de preferência, não atinja o aporte mínimo de R$ 82.500.080,85, equivalente a 75% da totalidade das ações, a Companhia esclarece que o Aumento de Capital por Subscrição de Ações será cancelado e os valores recebidos dos acionistas serão devolvidos, sem juros e correção monetária, em 5 dias após o devido comunicado de cancelamento.

Caso a adesão de acionistas da Companhia, no exercício do direito de preferência, supere a Subscrição Mínima e seja inferior à totalidade das ações objeto do Aumento de Capital, o saldo de ações não subscritas será subscrito pela conversão de créditos decorrentes, unicamente, da aquisição, pela Companhia, de sociedade com atuação focada na produção de telhas de fibrocimento, visando a consolidação setorial.

Lucro líquido de R$ 158,7 milhões em 2020, o primeiro resultado positivo desde 2015

Eternit, em recuperação judicial, registrou lucro líquido foi de R$ 158,7 milhões, o primeiro resultado positivo desde 2015.

Os resultados da Eternit (BOV:ETER3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 02/03/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

4T20

A Eternit elevou em 18 vezes seu lucro líquido, no quarto trimestre de 2020, na comparação anual, para R$ 121 milhões.

A receita líquida da companhia aumentou 90,1%, para R$ 229,5 milhões.

A margem bruta cresceu de 22%, no quarto trimestre de 2019, para 45% de outubro a dezembro de 2020.

O Ebitda cresceu cinco vezes, para R$ 135,1 milhões. A companhia informou também Ebitda ajustado de R$ 67,2 milhões, ante o indicador negativo de R$ 9,485 milhões nos três últimos meses de 2019.

Houve alta de 211,5% na rubrica outras receitas operacionais, para R$ 74,5 milhões.

ETERNIT ON (BOV:ETER3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2022 até Mai 2022 Click aqui para mais gráficos ETERNIT ON.
ETERNIT ON (BOV:ETER3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mai 2021 até Mai 2022 Click aqui para mais gráficos ETERNIT ON.