O Grupo Profarma divulgou os resultados do ano de 2020, o terceiro ano consecutivo de melhoria na performance do Grupo, a despeito de todas as adversidades decorrentes da pandemia.

Os resultados da Profarma (BOV:PFRM3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 16/03/2021. Confira o Press Release completo! A empresa também divulgou os resultados da Profarma Distribuidora (BOV:DMVF3).

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

O lucro líquido da Profarma avançou 336,9%, para R$ 52,3 milhões, segundo a companhia o maior lucro líquido de sua história.

Entre janeiro e dezembro, o crescimento da receita operacional líquida foi de 14,2%, para R$ 5,48 bilhões.

No segmento de distribuição, a receita líquida avançou 17,7%, para R$ 1,4 bilhão, enquanto a divisão de varejo, representada pela D1000, registrou receita de R$ 259,8 milhões, queda de 8,5%.

No ano, o Ebitda atingiu o maior nível da história do Grupo, R$ 222,6 milhões, montante 17,0% superior ao registrado em 2019, e margem Ebitda de 4,1%, em linha com a margem reportada no ano anterior. A melhora operacional verificada no ano aliada ao IPO da d1000 permitiram a redução do grau de alavancagem financeira da Companhia. O índice de endividamento medido pela relação dívida líquida/Ebitda ficou em 0,9x ao final de 2020, o que representa redução de 61,1% em relação ao índice registrado em 2019, de 2,3x.

Além disso, como forma de dar apoio à sociedade, especialmente, considerando as dificuldades geradas pela pandemia, o Instituto Profarma de Responsabilidade Social distribuiu 50 toneladas de alimentos para 44 instituições em todo o Brasil, doou 55 mil kits de higiene para prevenção da Covid 19, além de ter arrecadado, em parceria com o Unicef, R$ 1,5 milhão de doações nos checkouts das lojas da d1000.

O vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores da Profarma, Max Fischer, comentou: “Conseguimos entregar um ano repleto de recordes e superação. Nossa equipe seguiu atuando de forma obstinada visando o atingimento dos objetivos previamente traçados pela Companhia. Como reflexo das evolucoes operacionais de ambas as divisões, o Grupo Profarma alcançou o lucro líquido recorde de R$ 52,3 milhões no ano, multiplicando em mais de 4 vezes (e+ 336,9%) o lucro líquido de R$ 12,0 milhões registrado em 2019. Em 2021, celebramos os nossos 60 anos de atuação no mercado farma, 15 anos do IPO Profarma e também os 15 anos da criação do Instituto Profarma de Responsabilidade Social. Portanto, nada mais justo que celebrar toda essa história com novos e importantes recordes.”

4T20

O lucro da Profarma (PFRM3) cresceu 43% no quarto trimestre de 2020, para R$ 27,7 milhões, ante os últimos três meses de 2019.

A receita líquida da Profarma alcançou R$ 1,5 bilhão no último trimestre do ano passado, alta de 15,4% sobre igual período de 2019.

O Ebitda somou R$ 58,4 milhões,  3,8% acima frente o mesmo período de 2019.

Já a d1000, distribuidora Profarma (DMV3), lucrou R$ 18 milhões no quarto trimestre de 2020, contra um lucro líquido de R$ 10,1 milhões no igual período do ano anterior.

VISÃO DO MERCADO

XP Investimentos

Segundo a XP Investimentos, a d1000 reportou resultados fracos referentes ao quarto trimestre, com uma queda de vendas de 7,5% na base anual e um lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) ajustado (excluindo o efeito não recorrente positivo de R$ 10,6 milhões referente ao reconhecimento de créditos de PIS e Cofins devido à exclusão do ICMS na sua base de cálculo) 38% abaixo do esperado e uma queda de 32% na base anual, devido a uma desalavancagem operacional da companhia. Com isso, a margem caiu 2 pontos percentuais na base de comparação anual.

“Apesar do resultado fraco, acreditamos que isso será revertido à medida que as vendas se recuperam e a companhia se beneficie de alavancagem operacional, uma vez que a margem bruta já se encontra em um patamar bastante sólido. Mantemos nossa recomendação de Compra e preço alvo de R$16,0 por ação para o fim de 2021 para DMVF3”, aponta a XP.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters
D1000 Varejo Farma Parti... ON (BOV:DMVF3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2021 até Jan 2022 Click aqui para mais gráficos D1000 Varejo Farma Parti... ON.
D1000 Varejo Farma Parti... ON (BOV:DMVF3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2021 até Jan 2022 Click aqui para mais gráficos D1000 Varejo Farma Parti... ON.