A Saraiva, empresa em recuperação judicial, registrou prejuízo líquido ajustado de R$ 152,4 milhões em 2020, 43,6% menor que os R$ 259,7 milhões do ano de 2019.

Os resultados da Saraiva (BOV:SLED3) (BOV:SLED4) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 30/03/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

No acumulado do ano, a receita líquida caiu 65,0%, para R$ 234,4 milhões.

No ano, o Ebitda ajustado, ficou negativo em R$ 97,1 milhões, com margem Ebtida de – 41,5%.

4T20

A Saraiva divulgou prejuízo líquido de R$ 199,4 milhões no quarto trimestre de 2020, avanço de 2,7% ante as perdas de R$ 194,1 reportadas em igual período de 2019. Os números levam em conta a análise contábil dos balanços de 2019 e 2020 e a reconciliação dos resultados.

O Ebtida – lucro antes de juros impostos, amortização e depreciação – ficou negativo em R$ 189,7 milhões, aumento de 12,7% ante os R$ 168,2 milhões registrados em igual período de 2019.

A receita chegou a R$ 40,2 milhões na análise trimestral, queda de 74,3% em relação aos R$ 156,4 milhões registrados um ano antes.

Na análise ajustada, que exclui o efeito de eventos não recorrentes, houve queda de 65% na receita líquida durante o ano de 2020, em comparação a 2019, para R$ 234,4 milhões. O lucro líquido ajustado caiu 48% entre janeiro e dezembro, para R$ 52,4 milhões.

Em relatório da administração, a companhia informou que a redução da receita observada se deve, principalmente, em função da pandemia, que ainda impacta “fortemente” a operação de lojas, e da migração da operação de comércio eletrônico para o modelo “full-commerce”, no final de agosto de 2020.

Segundo a companhia, entre 27 de fevereiro e 26 de março de 2021, dois terços das lojas da rede estavam fechadas e as demais funcionando de acordo com os horários estabelecidos pelas autoridades estaduais e municipais.

 

Pensando em investir na Saraiva?

A Saraiva Livreiros S.A. é uma empresa varejista que comercializa produtos de cultura, educação e tecnologia. Também oferece serviços como cartão de crédito e desenvolveu um leitor de livros digital próprio. Atua também pelo conceito omnichannel, integrando lojas físicas e virtuais. Em 2018 a empresa possuía cerca de 80 lojas, e 770 mil cartões de crédito da marca própria emitidos.

O portfólio de produto da empresa abarca livros, CDs, DVDs, periódicos, softwares multimídia e artigos de papelaria. Também inclui eletrônicos e brinquedos educativos.

Com dívida de R$ 674 milhões, a Saraiva entrou com pedido de recuperação judicial no final de 2018. O plano, que envolve também a controlada Siciliano, foi aprovado em 2019.

Fundada em 1947, a origem da Saraiva remonta ao ano de 1914, quando o livreiro Joaquim Ignácio da Fonseca Saraiva, imigrante português, abriu o sebo Saraiva & Cia em São Paulo. Já com a denominação Saraiva S.A. – Livreiros Editores, a empresa passou a editar livros didático e paradidáticos a partir de 1970. Em 1972 se tornou uma companhia aberta.

Nos anos 1980 a empresa iniciou um serviço próprio de distribuição de livros. Em 1983 iniciou o processo de expansão da rede de lojas.

Nos anos 1990 a empresa expandiu seu portfólio de publicações próprias. Em 1998, a Saraiva conclui a aquisição da Editora Atual.  No mesmo ano iniciou no e-commerce.

Em 2006 a empresa aderiu ao segmento Nível 2 de governança corporativa na bolsa. Em 2007 adquiriu a Pigmento Editorial S.A.. Em 2008 adquiriu o grupo Siciliano. Em 2010 a Saraiva lançou o sistema de ensino Agora, o selo Benvirá e a plataforma Saraiva Digital Reader. Em 2013 adquiriu a Editora Érica Ltda.

Em 2014 foi lançado o Lev, leitor digital portátil da Saraiva. A partir de 2015 a Saraiva iniciou a venda de boa parte de seus ativos editoriais. O processo seguiu até 2017.

→ A Saraiva é uma empresa varejista que comercializa produtos de cultura, educação e tecnologia através de lojas físicas e virtual. Também oferece serviços como cartão de crédito e desenvolveu um leitor de livros digital próprio. A empresa possui valor de mercado de R$ 33 milhões. Veja a análise completa da empresa!

 

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Saraiva oscilaram entre a mínima de R$0,48 e a máxima de R$ 1,23. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em alta de 5,8%, negociada a R$ 0,55.

Confira o histórico da Saraiva (SLED4)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Méd. Vol Méd. Variação Variação %
1 Semana 0,53 0,57 0,52 0,522653 396.460 0,02 3,77%
1 Mês 0,55 0,57 0,49 0,522868 801.833 0,00 0,0%
3 Meses 0,65 0,67 0,48 0,569316 993.934 -0,10 -15,38%
6 Meses 0,70 0,82 0,48 0,642115 2.042.482 -0,15 -21,43%
1 Ano 0,89 1,23 0,48 0,72404 1.750.135 -0,34 -38,2%
3 Anos 4,59 5,66 0,48 1,02 730.281 -4,04 -88,02%
5 Anos 4,25 6,23 0,48 1,68 540.516 -3,70 -87,06%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters
SARAIVA LIVR PN (BOV:SLED4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2022 até Mai 2022 Click aqui para mais gráficos SARAIVA LIVR PN.
SARAIVA LIVR PN (BOV:SLED4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mai 2021 até Mai 2022 Click aqui para mais gráficos SARAIVA LIVR PN.