A Embraer (BOV:EMBR3) recebeu correspondência da Tempo Capital com indicação de uma chapa alternativa para a eleição do conselho de administração da fabricante de aeronaves.

De acordo com o documento, a Tempo Capital representa 1,08% do capital social da empresa. Os nomes indicados são: Alexandre Gonçalves Silva (Presidente), Paulo Cesar de Souza e Silva (Vice-Presidente), Claudia Sender Ramirez, João Cox Neto, Maria Letícia de Freitas Costa, Pedro Wongtschowski, Raul Calfat e Ricardo Reisen de Pinho.

“A chapa acima indicada reproduz a chapa da administração, do Estatuto Social da Companhia, com (a) a substituição dos Senhores Dan Ioschpe e Sergio Guillinet Fajerman pelos Senhores Paulo Cesar de Souza e Silva e Ricardo Reisen de Pinho”, diz o texto.

A Embraer pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 29 de abril.

Prejuízo de R$ 2,3 bilhões em 2020 com impacto da pandemia no setor aéreo

No consolidado do ano, o prejuízo mostra o impacto da covid-19 no setor aéreo. A Embraer registrou uma perda de R$ 2,3 bilhões, ante uma de R$ 862,7 milhões em 2019.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

Em 2020, o Ebtida foi de R$ 437,6 milhões, caindo na comparação com os os R$ 725,6 milhões de 2019.

A dívida líquida da Embraer fecha 2020 em R$ 8,8 bilhões, crescendo consideravelmente na comparação com os R$ 2,4 bilhões do fim de 2019, mas caindo na base trimestral. Sua alavancagem, medida pela relação da dívida líquida com o Ebitda (DL/Ebitda) se encontra em 130,5 vezes, ante 31,7 vezes no final de 2019.