A Embraer anunciou uma incorporação de sua subsidiária Savis. A proposta está em um contexto de reorganização societária e foi aprovada em assembleia de acionistas da Embraer. A decisão tem como objetivo incrementar eficiências operacionais e fortalecer o portfólio de produtos e a posição de mercado da Companhia.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:EMBR3) nesta terça-feira (27).

Subsidiária da Embraer, era da Savis dedicada a desenvolver, projetar, integrar e implementar sistemas e serviços na área de monitoramento de fronteiras e proteção de estruturas estratégicas. A incorporação do conhecimento crítico às operações da Embraer Defesa & Segurança e torna a empresa ainda mais competitiva, fortalecendo a oferta de soluções integradas para o segmento de defesa e segurança.

“Tenho certeza de que esta decisão trará maior sinergia e ganhos ganhos para a Companhia, além de reforçar nosso portfólio e nossa capacidade de atender às necessidades complexas e específicas do mercado de defesa e segurança”, disse Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

Dessa forma, a Embraer Defesa & Segurança passa a ser integralmente responsável pelos projetos atuais e futuros da Savis, como o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON) do Exército Brasileiro, um dos maiores projetos de vigilância de fronteiras em implantação no planeta.

A Embraer pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 29 de abril.

Prejuízo de R$ 2,3 bilhões em 2020 com impacto da pandemia no setor aéreo

No consolidado do ano, o prejuízo mostra o impacto da covid-19 no setor aéreo. A Embraer registrou uma perda de R$ 2,3 bilhões, ante uma de R$ 862,7 milhões em 2019.

Em 2020, o Ebtida foi de R$ 437,6 milhões, caindo na comparação com os os R$ 725,6 milhões de 2019.

A dívida líquida da Embraer fecha 2020 em R$ 8,8 bilhões, crescendo consideravelmente na comparação com os R$ 2,4 bilhões do fim de 2019, mas caindo na base trimestral. Sua alavancagem, medida pela relação da dívida líquida com o Ebitda (DL/Ebitda) se encontra em 130,5 vezes, ante 31,7 vezes no final de 2019.