A Log Commercial Properties, empresa de condomínios logísticos, registrou lucro líquido de R$ 122 milhões, forte alta de 598.2% na base de comparação anual.

O Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – somou R$ 143,6 milhões, alta de 440,2%.

“Receita e Ebitda crescentes, liquidez sólida, alavancagem baixa, diferentes alternativas de funding: esses indicadores nos colocam em uma posição confortável para conduzirmos nosso relevante plano de crescimento Todos Por”, informou a companhia.

Graças ao comércio eletrônico, a empresa celebrou vacância de 2,58% em seus galpões logísticos, a menor de sua história.

Nos três primeiros meses de 2021, a Log fechou contratos de 212,6 mil metros quadrados de área bruta locável (ABL) total. Para se ter uma ideia, o volume comercial representou 48% de todo o ano 2020 e foi quase duas vezes superior ao recorde anterior, no segundo trimestre do ano passado.

Para se ter uma ideia, 66% da ABL no trimestre foi para clientes com atendimento em comércio eletrônico. E 89% desses projetos aconteceram fora do eixo Rio/São Paulo.

Esse dado é um indício de que as vendas online começam a crescer em todas as regiões do País e que os principais varejistas online estão querendo melhorar seu nível de serviço fora dos grandes centros metropolitanos do Sudeste.

A empresa está construindo nove novos galpões logísticos em todas as regiões do País, que devem adicionar 400 mil metros quadrados de ABL até o fim deste ano – boa parte deles já com clientes esperando a inauguração para usá-los.

A demanda cresceu tanto que, no fim do ano, a Log resolveu reformular seu programa batizado de Todos por Um, cujo objetivo era construir 1 milhão de metros quadrados de área bruta locável (ABL) em cincos anos, o que mais do que dobraria a sua capacidade atual.

Para isso, no primeiro trimestre de 2021, a Log captou R$ 250 milhões em dívida através de uma operação que não requereu garantias.

receita operacional líquida apresentou crescimento de 8,1% em comparação com o mesmo período do ano anterior, para R$ 36 milhões, em função de crescimento de área entregue e maior taxa de ocupação aumentaram a receita de locações, além de crescimento de preços. O crescimento da área entregue gerou também maior receita para administração dos condomínios.

Os resultados da Log Commercial (BOV:LOGG3) referente a suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 28/04/2021. Confira o Press Release completo!

VISÃO DO MERCADO

Safra

Após um excelente ano marcado pelo aumento da procura de armazéns ‘triple A’, sobretudo entre as empresas de e-commerce, a LOG Commercial Properties continua a comprovar o elevado potencial de crescimento do segmento, acompanhado por indicadores de funcionamento mais saudáveis.

Resumindo o 1T21, a LOG registrou o seu melhor trimestre em termos de absorção bruta, que foi impulsionada pela equipe interna de vendas, sendo responsável por 91% do total dos contratos, que representaram 213 mil m² de ABL total. Com isso, a taxa de vacância estabilizada da empresa também atingiu novo recorde, encerrando o 1T21 em 2,6%.

Impulsionada pelo excelente momento, a LOG reforçou seu compromisso com o plano ‘Todos por 1.4’ e adicionou 111 mil m² de ABL ao seu estoque de terrenos, que representavam 962 mil m² no final do 1T21.

A empresa encerrou o 1T21 com 892 mil m² de ABL própria entregue e já espera entregar mais cerca de 400 mil m² até o final de 2021. O FFO das atividades de leasing atingiu R$ 28 milhões, com margem de 76,7%, representando uma recuperação de 26 p.p. a/a. Esse resultado decorreu principalmente de menores despesas financeiras e melhores resultados provenientes das subsidiárias, explicado pela evolução das receitas de arrendamento no Parque Torino.

No geral, a receita líquida da LOG aumentou 8% a/a, refletindo a expansão contínua de seu portfólio e sua taxa de ocupação melhorada. Por outro lado, a empresa continuou a reportar uma rápida aceleração em suas despesas gerais e administrativas (+ 30% a/a), o que se refletiu em sua relação sobre receita líquida de 24,1%, representando uma expansão de 220 bps em relação ao 1T21.

Felizmente, esse aumento foi compensado pela expansão de 103% a/a no resultado de equivalência patrimonial da empresa, o que levou a uma margem EBITDA para atividades de leasing de 81,4%, um aumento de 314 bps em relação ao ano anterior.

Por fim, o trimestre também foi impactado positivamente: (i) pelo resultado não caixa de R$ 115 milhões, que reflete a reavaliação recorrente dos novos ativos desenvolvidos; e (ii) melhora de R$ 9,6 milhões no resultado financeiro da Log, explicada pela redução das taxas de juros e pelo recente follow-on da empresa.

Dessa forma, o resultado final atingiu R$ 122 milhões, contra R$ 17 milhões no 1T20. Em suma, estamos mantendo nossa classificação de compra para LOGG3, principalmente considerando seu potencial de alta de 60% e o forte potencial de crescimento da empresa, que é explicado principalmente por seu posicionamento de alta qualidade em um mercado subdesenvolvido e subpenetrado, com concorrência moderada.

Destacamos também que a criação de valor por meio da reavaliação de novos ativos tende a ser recorrente no longo prazo, o que é fundamental para a estratégia de reciclagem da  LOG e espera-se que contribua com mais de R$ 1 bilhão em geração de caixa por meio da venda de ativos maduros até 2024.

XP Investimentos 

“Apesar dos números sólidos e da perspectiva positiva para a companhia, mantemos nossa visão conservadora às ações dado o valuation”, avalia a XP.

XP tem recomendação neutra com preço-alvo de R$ 40,40…

Pensando em investir na Log Commercial ?

A LOG Commercial Properties atua na incorporação, construção, comercialização e gestão de Condomínios Logísticos.

A atuação da LOG se inicia na prospecção das localizações estratégicas, procurando potencializar o sucesso de seus empreendimentos industriais e comerciais. O trabalho prossegue com a incessante busca por valor agregado, inovação, sustentabilidade e métodos para redução de prazos e custos, com vistas em otimizar os resultados dos clientes.

→ A Log commercial possui R$ 2,96 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

Composição Acionária

ACIONISTA AÇÕES ON PARTICIPAÇÃO
Família Menin 36.320.095 35.6%
Starwood 15.066.121 14.7%
Bradesco FIP Multisetorial 7.773.095 7.6%
Ações em Tesouraria 15.600 0.5%
Outros 42.984.243 42.1%
Total 102.159.154 100.0%

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Log Commercial oscilaram entre a mínima de R$ 20,93 e a máxima de R$ 40,23. No último pregão antes da divulgação do resultado do 1T21, a empresa fechou em alta de 3,2%, negociada a R$ 29,94.

Confira o histórico da Log Commercial (LOGG3)

Período Abe Máx. Mín. Preço Méd. Vol Méd. Var %
1 Semana 30,66 30,76 28,83 29,75 357.375 -0,72 -2,35%
1 Mês 30,40 31,25 28,64 29,68 449.250 -0,46 -1,51%
3 Meses 33,83 34,63 27,97 30,89 442.818 -3,89 -11,5%
6 Meses 32,45 38,23 27,97 32,81 444.788 -2,51 -7,73%
1 Ano 23,34 40,23 20,93 31,64 450.521 6,60 28,28%
3 Anos 16,00 40,23 13,08 27,04 398.536 13,94 87,13%
5 Anos 16,00 40,23 13,08 27,04 398.536 13,94 87,13%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters
LOG Commercial ON (BOV:LOGG3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2021 até Jan 2022 Click aqui para mais gráficos LOG Commercial ON.
LOG Commercial ON (BOV:LOGG3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2021 até Jan 2022 Click aqui para mais gráficos LOG Commercial ON.