A Vulcabras Azaleia, dona das marcas Olympikus, Under Armour e Mizuno, teve lucro líquido de R$ 14,6 milhões no primeiro trimestre de 2021, crescimento de 64% em relação ao lucro líquido de R$ 8,9 milhões apurado no primeiro trimestre de 2020. O resultado é o atribuído aos sócios controladores.

receita líquida no primeiro trimestre de 2021 foi de R$ 311,9 milhões, aumento de 30,7% sobre os R$ 238,6 milhões registrados um ano antes.

O ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 37,3 milhões, crescimento de 37,1% em comparação aos R$ 27,2 milhões obtidos no 1T20. A margem ebtida atingiu 12% no mesmo período, ante 11,4% do 1T20.

No 1T21, como percentual da receita líquida de vendas, o custo dos produtos vendidos representou 66%, frente aos 67,7%, registrados no mesmo período de 2020.

Foram investidos R$ 48,2 milhões em imobilizado e intangível. Os investimentos se devem a sustentação das operações da Companhia e adequações para o início da produção dos calçados Mizuno.

“A Companhia conta com a atuação de um comitê de gestão de caixa, atuando nas aprovados dos investimentos em CAPEX e na gestão do capital de giro”, destacou Pedro Bartelle.

O volume bruto trimestral somou 5 milhões de pares, crescimento de 7,1% em relação ao ano passado. Os calçados esportivos, que têm a maior parcela na companhia, avançaram 22%, alcançando 3,2 milhões de pares.

Já os calçados femininos recuaram 83,9%, para 146 mil unidades, com o licenciamento da Azaleia à Grendene.

O lucro bruto da Vulcabras somou R$ 106,1 milhões, alta de 37,6%. Já a margem bruta da companhia cresceu 1,7 ponto percentual, para 34%. No relatório da administração, a companhia afirma que a expansão de margem ocorreu apesar da alta nos custos de produção.

As despesas com vendas, excetuando propagandas, cresceram 31,6%, para R$ 44,1 milhões

A dívida líquida da Vulcabras cresceu 120%, para R$ 137,5 milhões. A companhia afirma que o aumento ocorre com o alongamento do prazo de financiamento de contas a receber, estoques e impossibilidade de entregas em março devido ao fechamento do comércio.

O caixa ao fim do trimestre foi de R$ 67 milhões, queda de 57,8%.

Os resultados da Vulcabras (BOV:VULC3) referentes suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 11/05/2021. Confira o Press Release completo!

Teleconferência

O presidente da companhia, Pedro Bartelle, disse que a margem bruta da Vulcabras, tem uma tendência de aumento. Em teleconferência, o executivo afirmou que a empresa “tem conseguido repor preços e trabalhar muito em engenharia de produto”.

De acordo com Bartelle, ainda existem muitos produtos com preços promocionais no mercado interno, “mas as liquidações têm diminuído um pouco”. A Vulcabras estima que teve crescimento de participação de mercado, embora não estabeleça o tamanho dessa fatia.

Esse cenário traz mais margem bruta e a competição fica mais honesta”, disse o executivo. “Ainda se encontra produto a preço de mercado americano, mas a importação tem caído e muitas marcas estão sendo licenciadas e fazendo sociedade com players nacionais, o que é bom para o mercado.

“Tivemos vendas não contabilizadas em março porque algumas lojas não receberam por estarem fechadas. Em abril demos duas semanas de férias coletivas porque não estávamos conseguindo entregar as mercadorias por causa das lojas fechadas. Então, abril foi mais difícil, mas maio já vem bem dentro da nossa expectativa.

Ainda de acordo com Bartelle, a companhia se beneficia da vantagem competitiva dos produtos de maior custo-benefício. “Produtos econômicos nesse momento são os mais demandados.” Quando as lojas estão abertas, as vendas mostram crescimento ante ano passado.”

A companhia destacou, que a margem bruta cresceu mesmo com o aumento dos custos. No trimestre, a Vulcabras antecipou as compras de matéria-prima com receio da escassez de insumos. “Devemos ter um retorno do capital de giro capturado ainda em 2021. Houve crescimento de estoques e pagamentos a receber, por causa da pandemia”, explicou o diretor financeiro e de relações com investidores Wagner Silva.

“Não se consegue repassar preços na mesma quantidade que aumenta custos, mas a empresa está conseguindo fazer reajustes e está crescendo. Esse ritmo de crescimento faz frente ao aumento de custos e acreditamos que, nesse ano, o que tinha que acontecer em aumento de custos já aconteceu”, acrescentou Bartelle, afirmando que a coleção do segundo semestre já está precificada.

VISÃO DO MERCADO

XP Investimentos 

A XP aponta que a Vulcabras divulgou um sólido resultado no 1° trimestre de 2021, com forte crescimento de receita e expansão de margem, embora abaixo das estimativas otimistas dos analistas.

“Apesar do cenário desafiador no trimestre, a empresa apresentou crescimento de receita versus o primeiro trimestre, impulsionada pelo aumento do volume de vendas de calçados esportivos (alta de 22%), outros calçados (alta de 87,7%) e vestuário e acessórios (alta de 9,9%). Além disso, a empresa apresentou uma melhora de 1,71 ponto percentual na margem bruta e 0,57 ponto na margem Ebitda na base anual, o que reforça o principal pilar da nossa tese de investimento, que é a expansão da margem”, apontam.

No entanto, a empresa apresentou um alto consumo de caixa no trimestre impulsionado por maiores necessidades de capital de giro (o fechamento de lojas devido à pandemia exigiu prazos de pagamento mais longos) e capex.

XP mantém recomendação de compra, com preço alvo de R$ 12,00…

VULCABRAS ON (BOV:VULC3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Out 2021 até Nov 2021 Click aqui para mais gráficos VULCABRAS ON.
VULCABRAS ON (BOV:VULC3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Nov 2020 até Nov 2021 Click aqui para mais gráficos VULCABRAS ON.