A JSL apresentou uma proposta de combinação de negócios com a Tegma (BOV:TGMA3), com a consolidação da base acionária da Tegma na JSL (BOV:JSLG3). A compra se daria por R$ 989,066 milhões em dinheiro e com a entrega de 49,422 milhões de novas ações emitidas pela JSL.

Somadas, as operações da JSL (incluindo fusões e aquisições realizadas) e da Tegma teriam teria R$ 6,1 bilhões de Receita Bruta nos últimos 12 meses até o último dia 31 de março, o que representaria um aumento de R$ 2,8 bilhões e um crescimento de 86% do indicador da JSL (sem incluir M&As).

Somados os Ebitdas da JSL e da Tegma no mesmo período, a companhia a companhia combinada teria R$827 milhões de Ebitda, o que significaria um aumento de R$423 milhões e um crescimento de 105% do Ebitda da JSL.

“A operação possui um forte racional estratégico em razão da criação de um negócio ainda mais robusto e diversificado, com capacidade de oferecer novos serviços para os mesmos clientes e diversificar a atuação da Tegma. Adicionalmente, destacamos que, caso aprovada, a operação resultará no aumento das bases acionárias e na diversificação de investidores da companhia”, afirma a JSL em fato relevante.

De acordo com a JSL, a combinação possui como pilares as sinergias operacionais, que incluem ganhos de escala, diluição de custos fixos e cross-selling através da maior oferta de serviços da JSL para os clientes da Tegma; a geração de caixa ainda mais robusta após a combinação, o que contribuirá para o acesso ao mercado de capitais; a diversificação de setores, serviços e clientes e o aumento do free float, já que a estrutura da operação permitirá um aumento do número de ações em circulação da companhia combinada, com aumento da liquidez das ações.

A JSL possui o maior portfólio de serviços logísticos do Brasil, sendo a líder no transporte rodoviário no país, com atuação em mais de 16 setores econômicos. Por sua vez, a Tegma possui alta concentração da sua receita no transporte automotivo.

A combinação precisa ser aprovada pelas assembleias gerais de ambas as companhias e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

VISÃO DO MERCADO

XP Investimentos 

A proposta de R$ 1,75 bilhão que a JSL enviou à Tegma na noite de quinta-feira é uma continuidade da atual estratégia da controlada da Simpar de impulsionar crescimento via aquisições, na visão da XP.
Os analistas Camilla Dolle e Francisco Lobo escrevem que apesar das empresas serem as duas maiores do setor de logística no País, o setor é bastante pulverizado, e juntas teriam menos de 2% de participação do mercado.

“Acreditamos que (a operação) não deveria levantar preocupações do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), caso a negociação ande”, diz o breve comentário.

A Tegma confirmou nesta manhã o recebimento da proposta da JSL e convocou reunião de seu conselho de administração para analisar e deliberar sobre o prosseguimento ou não da oferta.

Informações Broadcast

JSL ON (BOV:JSLG3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2021 até Out 2021 Click aqui para mais gráficos JSL ON.
JSL ON (BOV:JSLG3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Out 2020 até Out 2021 Click aqui para mais gráficos JSL ON.