O Governo do Paraná quitou a dívida de R$ 1,4 bilhão com a Copel, contraída há 26 anos. Os recursos para liquidar ao saldo foram obtidos por meio de uma operação de crédito com o Banco do Brasil.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:CPLE6) na terça-feira (10). Confira o documento na íntegra.

A dívida com a Copel venceria em 2025, com o pagamento médio de aproximadamente R$ 381 milhões por ano. “O Estado liquida uma dívida que gera um impacto positivo, melhora o balanço do Estado e libera o orçamento, gerando reflexo positivo no mercado”, esclareceu o secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior.

O valor contratado com a Copel em 1994 foi indexado ao Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), mais um juro anual de 6,6%. Sujeito a variações cambiais, o IGP-DI aumentou muito nos últimos anos – somente em 2020, o acúmulo foi de 23,08% – e é também muito instável, o que pode aumentar o risco fiscal do Estado. Já o acúmulo do IGPD-I neste ano foi de 15,92% e nos últimos 12 meses 33,37%.

De acordo com a companhia, este montante reforçará o caixa e será destinado, entre outros, a investimentos sustentáveis nos negócios de energia.

A operação com o Banco do Brasil é com tarifa única de R$ 14 milhões, referente a estruturação de contrato, mais juros. O contrato com o Banco do Brasil deve ser quitado em 10 anos, com um prazo de 12 meses de carência na amortização.

Como o passivo estava sujeito a uma taxa de juros bastante elevada, a realocação da dívida tem uma economia projetada de aproximadamente R$ 80 milhões ao Tesouro Estadual, recurso que poderá ser utilizado em outras áreas.

COPEL PNB (BOV:CPLE6)
Gráfico Histórico do Ativo
De Nov 2021 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos COPEL PNB.
COPEL PNB (BOV:CPLE6)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2020 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos COPEL PNB.