O IRB Brasil Re encerrou o segundo trimestre deste ano com prejuízo líquido de R$ 206,9 milhões. A perda obtida no mesmo trimestre de 2020 havia sido de R$ 656,7 milhões.

O prejuízo líquido da Companhia foi negativamente impactado pelos negócios descontinuados (run-off), com efeito de R$ 190,3 milhões, parcialmente compensado pelo efeito não recorrentes (one-offs) na ordem de R$ 14,4 milhões (despesa de tributos e administrativas que foram compensadas por crédito em impostos). Ao excluirmos tais efeitos run-off e one-off, a Companhia teria apresentado um prejuízo líquido menor de R$ 31,0 milhões no 2T21.

As despesas gerais e administrativas no 2T21 totalizaram R$ 106,0 milhões, um aumento de 43,1% em relação ao 2T20. O índice de despesa administrativa foi de 6,1% no 2T21. Nos seis primeiros meses de 2021, as despesas administrativas elevaram-se em 37,2%, totalizando R$ 204,6 milhões, com um índice de despesa administrativa de 6,4%.

Esse aumento decorre, principalmente dos seguintes efeitos não recorrentes (one-off): pagamento de multa de PIS e COFINS, referentes a regularização dos impostos, decorrente da republicação das demonstrações financeiras, feito por compensação de crédito e sem saída de caixa; pagamento de indenização de pessoal-chave e provisão de bônus de retenção de Administradores da Companhia; provisões de processos judiciais trabalhistas e despesas com custos prévios com transformação do IRB (projeto IFRS17, consultoria de planejamento estratégico).

Ao excluirmos os efeitos não recorrentes (one-off), o índice de despesas administrativas no 2T21 seria de 5,4% e no 1S21 de 5,3%, principalmente devido a uma mudança na contabilização da reserva especial referente ao plano de contribuição previdenciária, que impactou negativamente a linha Outros.

Entre abril a junho, a geração de caixa operacional foi de R$ 352 milhões. Trata-se do quarto trimestre consecutivo em que o IRB gera caixa operacional.

O volume total de prêmio emitido pela resseguradora foi de R$ 2,160 bilhões no período, queda de 15% em relação ao 2° trimestre de 2020, cuja cifra fora de R$ 2,543 bilhão.

Os sinistros retidos no segundo trimestre custaram R$ 1,658 bilhão, ante R$ 2,339 bilhões no segundo trimestre de 2020, redução de 29%. O resultado de “underwritting”, negativo em mais de R$ 1 bilhão há um ano, entre abril e junho ficou negativo em R$ 337,2 milhões, baixa de 67,5%. O índice de sinistralidade total foi de 95,7% no segundo trimestre, após registrar o pico de 135% no mesmo período de 2020.

Pagamento de JCP

O Conselho de Administração do IRB-Brasil aprovou o pagamento aos acionistas de Juros sobre Capital Próprio referentes ao exercício social findo em 31 de dezembro de 2019 (Proventos).

Será pago um montante de R$ 27.276.432,54 e R$ 0,02953635375 por ação. Os beneficiários do pagamento dos referidos Proventos são os acionistas detentores de ações de emissão da Companhia com base na posição acionária existente no fechamento do pregão da B3.

Os resultados do IRB Brasil RE (BOV:IRBR3) referente suas operações do segundo trimestre de 2021 foram divulgados no dia 16/08/2021. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters
IRB BRASIL ON (BOV:IRBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Nov 2021 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos IRB BRASIL ON.
IRB BRASIL ON (BOV:IRBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2020 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos IRB BRASIL ON.