A petroquímica brasileira Braskem informou que sua subsidiária Idesa assinou aditivo contratual com a mexicana Pemex para quitação de pendências contratuais.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:BRKM5) nesta terça-feira (28).

“O projeto do terminal visa a complementar o abastecimento de etano no México e viabilizar a operação da Braskem Idesa a plena capacidade, com acesso a novas fontes de matérias-primas”, afirmou a Braskem.

O Aditivo altera o compromisso de volume mínimo para 30.000 barris por dia até: a entrada em operação de terminal de importação de etano, prevista para o segundo semestre de 2024 ou a data limite de fevereiro de 2025 (passível de extensões se houver atrasos com licenças), o que ocorrer primeiro.

Adicionalmente, o Aditivo estabelece um direito de preferência para a BI adquirir todo o etano que a PEMEX tiver disponível e não consuma no seu próprio processo produtivo até 2045, a preços conforme referências internacionais.

Vale ressaltar que o projeto do terminal tem por objetivo complementar o abastecimento de etano no México e viabilizar a operação da BI a plena capacidade, com o acesso a novas fontes de matérias primas.

Para que possam produzir efeitos, o Aditivo e o Convênio do Terminal estão condicionados às aprovações societárias aplicáveis, incluindo aprovação final dos acionistas e credores da BI. Adicionalmente, o investimento no terminal está sujeito às aprovações finais pelas instâncias de governança competentes da BI e seus acionistas.

No momento, a BI não consegue prever o resultado das discussões com seus acionistas e credores. A Companhia manterá o mercado informado sobre desdobramentos relevantes, em cumprimento com as legislações aplicáveis.

BRASKEM PNA (BOV:BRKM5)
Gráfico Histórico do Ativo
De Nov 2021 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos BRASKEM PNA.
BRASKEM PNA (BOV:BRKM5)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2020 até Dez 2021 Click aqui para mais gráficos BRASKEM PNA.