A Kepler Weber, líder no mercado de equipamentos para armazenagem de grãos, obteve lucro líquido de R$ 41,1 milhões no terceiro trimestre deste ano, aumento de 78,7% ante os R$ 23 milhões apurados em igual período do ano passado.

Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado atingiu R$ 63,3 milhões no terceiro trimestre, 64,4% a mais que no mesmo período de 2020. A margem Ebitda ajustada subiu de 19,1% para 19,2% na comparação.

Quando se olha para o acumulado do ano, o Ebitda ajustado registra um aumento de 93,8%, se comparado com os nove primeiros meses de 2020, passando de R$ 63,3 milhões para R$ 122,7 milhões, uma margem de 15,2% em 2021, 0,2 pontos percentuais a mais que o acumulado no ano passado.

Os executivos atribuem o crescimento do Ebitda ao “aumento no nível de atividade produtiva e da expansão das margens nos segmentos de negócio, resultado da eficiente gestão no abastecimento das matérias-primas em conjunto com administração de preços junto aos clientes”.

“Um conjunto de fatores nos permitiram esse resultado, com destaque para câmbio favorável, valorização das commodities, carteira de clientes renovada e êxito na gestão dos aumentos dos custos das matérias primas”, disse ao Valor o CEO da companhia, Piero Abbondi.

A receita líquida da companhia no terceiro trimestre foi a maior já registrada, crescendo 63,9%, para R$ 330,5 milhões. A margem líquida aumentou 1 ponto porcentual, para 12,4%.

A empresa destacou a renovação da carteira de pedidos, o êxito na gestão dos custos mais altos das matérias-primas, em conjunto com a estabilização da cadeia de abastecimento, a taxa de câmbio favorável e os elevados preços internacionais das commodities agrícolas.

No terceiro trimestre, o mercado interno representou 89% da receita líquida, e o externo, 11%, contra 73% e 27%, respectivamente, um ano antes. A receita líquida do segmento de armazenagem da Kepler Weber no terceiro trimestre de 2021 cresceu 100,9% em relação a igual período do ano passado, para R$ 245,9 milhões.

Segundo a empresa, o incremento reflete o aumento das entregas de projetos realizados pelos clientes com objetivo de aproveitamento do financiamento PCA (Programa de Construção e Ampliação de Armazéns), a taxa de sucesso acima de 50% nas negociações ocorridas em abril e maio e a retomada do investimento das grandes cooperativas.

A Kepler informou que no fim do terceiro trimestre foram realizadas vendas relevantes, “para uma importante cooperativa do Paraná e para um dos maiores beneficiadores de arroz do Rio Grande do Sul. Somadas, representam o montante de R$ 60 milhões”.

Já a receita de exportações caiu 33,6%, para R$ 35,7 milhões. De acordo com a Kepler, a queda foi motivada por uma base de comparação mais forte, já que no terceiro trimestre de 2020 a companhia entregou um grande projeto na área portuária do Peru, o que impulsionou o faturamento.

O segmento de movimentação de granéis sólidos (MGS) teve receita líquida de R$ 1 milhão, aumento de 57,5% ante o terceiro trimestre de 2020. A Kepler destacou que, apesar do aumento porcentual, o valor absoluto de R$ 400 mil reflete a escassez de pedidos no segmento desde o segundo semestre de 2020.

Já reposição e serviços (R&S) gerou R$ 47,9 milhões em receita líquida, aumento de 93,2% na comparação anual. Segundo a Kepler, o aumento é “resultado da estratégia adotada nesta área de negócio, para trazer maior recorrência nas receitas da companhia”.

Os resultados da Kepler Weber (BOV:KEPL3) referentes suas operações do terceiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 28/10/2021.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

KEPLER WEBER ON (BOV:KEPL3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jul 2022 até Ago 2022 Click aqui para mais gráficos KEPLER WEBER ON.
KEPLER WEBER ON (BOV:KEPL3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2021 até Ago 2022 Click aqui para mais gráficos KEPLER WEBER ON.