A agência de classificação de risco Fitch, afirmou os IDRs (Issuer Default Ratings – Ratings de Inadimplência do Emissor) de Longo Prazo em Moedas Estrangeira e Local ‘BB+’ e o Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA(bra)’ da Klabin.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:KLBN11) nesta segunda-feira (25).

A agência também afirmou os ratings ‘BB+’ das notas seniores da Klabin Finance S.A. e da Klabin Austria Gmbh, garantidas pela Klabin.

A perspectiva dos ratings corporativos permanece “estável”.

“Os ratings da Klabin refletem a liderança da empresa no setor brasileiro de papel e embalagens, sua ampla base florestal, que lhe permite ter baixa estrutura de custo de produção, e a elevada integração vertical de suas operações”, destaca a agência, afirmando que a sólida posição de liquidez da Klabin e o baixo risco de refinanciamento continuam sendo importantes considerações de crédito.

A Fitch espera que a geração de fluxo de caixa da Klabin irá se manter forte, devido aos preços mais altos da celulose e das embalagens, à forte demanda nos segmentos de papel e embalagens e ao volume adicional do projeto Puma II, que iniciou suas operações em agosto de 2021.

“Isto deve permitir que a empresa conclua seu ciclo de expansão em 2023, com aproximadamente USD4,5 bilhões de dívida líquida, o que permanece consistente com o rating ‘BB+’, com Perspectiva Estável”, escreve o time de analistas da agência em relatório.

A Klabin pretende divulgar os resultados do 1T22 no dia 03 de maio.

Klabin (KLBN11): lucro líquido de R$ 1,050 bilhão no 4T21

A Klabin registrou lucro líquido de R$ 1,050 bilhão no quarto trimestre de 2021, em uma queda de 21%, mas acima do esperado pelo mercado.

A receita líquida da companhia entre outubro e dezembro de 2021 foi de R$ 4,581 bilhões, alta de 39% na comparação com o mesmo período de 2020. No ano, o avanço é de 38%, para R$ 16,481 bilhões.

A forte demanda pelos produtos da Klabin, os reajustes de preços realizados ao longo do ano em todas as unidades de negócios no mercado local e no mercado externo, além da desvalorização do real frente ao dólar no período explicam este forte crescimento.

O Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado no quarto trimestre foi de R$ 1,88 bilhão, alta de 44% na comparação anual. Excluindo efeitos não recorrentes, a alta é de 70%. A margem Ebitda ajustada foi de 41% nos últimos três meses de 2021, um ponto percentual maior do que em 2020.

Informações FinanceNews

KLABIN (BOV:KLBN11)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jul 2022 até Ago 2022 Click aqui para mais gráficos KLABIN.
KLABIN (BOV:KLBN11)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2021 até Ago 2022 Click aqui para mais gráficos KLABIN.