A Embraer confirmou que a assembleia extraordinária dos acionistas da Zanite para aprovação do acordo de fusão com a Eve, startup de “carros voadores” da fabricante brasileira, será realizada no próximo dia 6 de maio.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:EMBR3) nesta sexta-feira (29).

As empresas esperam que a combinação de negócios seja concluída em 9 de maio de 2022. O negócio inclui um aporte (PIPE) de US$ 357,3 milhões previamente comunicado, incluindo um aumento de US$ 52,3 milhões, informou a Embraer.

A companhia destaca no comunicado que a transação está sujeita à aprovação dos acionistas da Zanite e à satisfação de outras condições habituais de fechamento.

Em dezembro, a Eve anunciou planos de abertura de capital por meio de combinação de negócios. Após sua conclusão, a Eve espera captar um total superior a US$ 500 milhões, informa a Embraer, assumindo que nenhum dos acionistas da Zanite resgate suas ações.

Conforme a fabricante, desde o anúncio da combinação de negócios em dezembro de 2021, a carteira de pedidos de lançamento da Eve, feitos por meio de cartas de intenção não vinculantes, cresceu de 17 para 19 clientes e de 1.735 para 1.825 veículos.

Os clientes incluem operadoras de asa fixa, de helicópteros, plataformas de compartilhamento e empresas de leasing. “Essa carteira de pedidos proporciona uma importante visibilidade da receita à medida que a companhia trabalha para obter a certificação de tipo para suas aeronaves elétricas de decolagem e pouso na vertical (eVTOL, na sigla em inglês), em conformidade com as autoridades aeronáuticas e, após a certificação, iniciar a produção e venda dos veículos”, afirma no comunicado.

“O progresso que a Eve fez nos últimos meses mostra que continuamos alcançando e superando marcos importantes em nossas estratégias de negócios e crescimento”, disse em comunicado o co-CEO da Eve, André Stein. “O aumento de PIPE anunciado anteriormente é mais uma prova da confiança dos investidores em nossos planos para o futuro da mobilidade aérea urbana”, acrescentou.

A assembleia extraordinária será uma reunião virtual realizada exclusivamente via webcast.

Embraer (EMBR3): prejuízo líquido de R$ 428 milhões no 1T22, redução de 18,1%

A Embraer encerrou o primeiro trimestre de 2022, com prejuízo líquido de R$ 428 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa uma redução de 18,1% em relação ao mesmo trimestre de 2021 (1T21). O resultado líquido atribuído a acionistas ficou negativo em R$ 170,7 milhões, 65% menor do que a perda líquida de R$ 489,8 milhões registrada um ano antes.

A receita líquida trimestral foi de R$ 3,076 bilhões, queda de 30,9% ante o mesmo período do ano passado. Segundo balanço divulgado à CVM, o resultado foi afetado principalmente por menores entregas na Aviação Comercial e Executiva e menores receitas na Defesa & Segurança, apenas parcialmente compensadas por maiores receitas em Serviços & Suporte.

“Além disso, as entregas no trimestre foram impactadas negativamente pelo período de um mês de paralisação da companhia, em janeiro de 2022, devido a reintegração da unidade de negócio de Aviação Comercial”, diz a Embraer.

O Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado caiu 55,2% no 1T22, totalizando R$ 45,4 milhões. Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada atingiu 1,5% no período, baixa de 0,8 pontos percentuais frente a margem registrada em 1T21.

Informações Broadcast

EMBRAER ON (BOV:EMBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2022 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos EMBRAER ON.
EMBRAER ON (BOV:EMBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2021 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos EMBRAER ON.