BK Brasil, administradora das redes de lanchonetes Burger King e Popeyes, registrou um prejuízo líquido de R$ 31,3 milhões no primeiro trimestre deste ano, redução de 80,7% em relação ao prejuízo de R$ 162,4 milhões reportados no mesmo período de 2021.

A receita líquida somou R$ 801,2 milhões entre janeiro e março deste ano, alta de 42,4% na comparação com igual etapa de 2021, refletindo a recuperação gradual do fluxo de pessoas nos shoppings centers e bom desempenho de vendas pelos canais digitais da companhia.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado cresceu 417,6% no 1T22, totalizando R$ 101 milhões. Já a margem Ebitda ajustada atingiu 12,6% nos três primeiros meses do ano, alta de 18,3 p.p. frente a margem registrada em 1T21.

Este resultado é decorrente da recuperação de vendas e margem bruta, disciplina no controle das nossas despesas e estratégia de digitalização.

As vendas digitais somaram R$ 258,4 milhões, representando 33% das vendas totais no trimestre, com avanço de 59,3% em relação ao mesmo período de 2021.

A companhia encerrou o 1T22 com um total de 947 restaurantes, dos quais 738 próprios das marcas Burger King e Popeyes e 209 de franqueados da marca Burger King.

O resultado financeiro líquido foi positivo em R$ 32,6 milhões no primeiro trimestre de 2022, um aumento de 20,3% em relação a mesma etapa de 2021.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ 508,3 milhões no primeiro trimestre de 2022, um aumento de 54,4% na comparação com igual etapa de 2021.

As despesas gerais e administrativas, excluindo depreciação e amortização, atingiram 5,4% da receita líquida no trimestre, queda de 90 bps quando comparada ao 1T21. Conforme temos comunicado, estamos preparando a Cia para sustentar níveis mais fortes de vendas, trabalhando em squads e iniciativas que alavancarão a performance do nosso negócio no médio e longo prazo.

No 1T21, o BK registrou uma geração de caixa operacional de R$ 62,0 milhões versus um consumo de caixa de R$ 103,8 milhões no 1T21. Essa diferença de R$ 165,8 milhões é resultado da recuperação do tráfego on premise, do contínuo avanço de margem bruta e da eficiência operacional que a Cia tem ganhado ao longo dos últimos trimestres

Os investimentos totais da Companhia atingiram R$ 60,0 milhões no 1T22, aumento de 3% quando comparado ao 1T21. Neste trimestre, os investimentos em desenvolvimento de restaurantes e manutenção representaram cerca de 75% do CAPEX total, enquanto tecnologia representou aproximadamente 20% e outros projetos corporativos 5%.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 417,9 milhões no final de março de 2022, uma redução de 98,2% em relação ao mesmo período de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 2,4 vezes em março/22.

Os resultados da BK Brasil (BOV:BKBR3) referentes às suas operações do primeiro trimestre de 2022 foram divulgados no dia 13/05/2022.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters
BURGUER KING BRASIL ON (BOV:BKBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2022 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos BURGUER KING BRASIL ON.
BURGUER KING BRASIL ON (BOV:BKBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2021 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos BURGUER KING BRASIL ON.