Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) registrou lucro líquido de R$ 3,45 bilhões no primeiro trimestre deste ano, o que representa cinco vezes o lucro registrado no mesmo período de 2021.

Considerando o lucro líquido ajustado na mesma base, a companhia reverteu lucro de R$ 204,2 milhões em prejuízo de R$ 89,3 milhões. De acordo com a CCR, o ajuste considera o início de operações das linhas 8 e 9 da CPTM, o início da arrecadação da ViaCosteira, o fim do contrato de concessão da RodoNorte e o início de operações dos blocos Central e Sul de aeroportos, entre outros efeitos.

O resultado foi impactado principalmente pelo reequilíbrio de R$ 1,1 bilhão (R$ 730 milhões líquidos de impostos) da ViaQuatro, reconhecido no 1T21 e R$ 5,3 bilhões (R$ 3,5 bilhões líquidos de impostos) na AutoBAn em função do TAM Definitivo reconhecido no 1T22.

A receita líquida somou R$ 8,018 bilhões entre janeiro e março deste ano, alta de 133,1% na comparação com igual etapa de 2021.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado cresceu 176% no 1T22, totalizando R$ 2,504 bilhões. Já a margem Ebitda ajustada atingiu 86,2% nos três primeiros meses do ano, alta de 13,4 p.p. frente a margem registrada em 1T21.

O resultado financeiro líquido foi positivo em R$ 878,6 milhões no primeiro trimestre de 2022, um aumento de 147,1% em relação ao mesmo período de 2021.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ milhões no primeiro trimestre de 2022, um aumento de % na comparação com igual etapa de 2021. A margem bruta foi de % no 1T22, alta de p.p. frente a margem do 1T21.

No 1T22, os investimentos realizados (incluindo o ativo financeiro), somados à manutenção, atingiram R$ 313,9 milhões.

As concessionárias que mais investiram no trimestre foram: ViaSul, Linhas 8 e 9 e ViaOeste.

Na ViaSul, houve desembolsos, principalmente, com duplicações em trechos da BR386, recuperação de pavimento, finalização de obras e equipamentos de tecnologia e sinalizações. Nas Linhas 8 e 9, houve desembolsos, principalmente, pela compra de equipamentos. Já os investimentos da ViaOeste foram focados na duplicação em diversos trechos da Rodovia Raposo Tavares.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 20,962 bilhões no final de março de 2022, uma elevação de 51,3% em relação ao mesmo período de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,8 vez em março/22, queda de 0,6 vez em relação ao mesmo período de 2021.

Os resultados da CCR (BOV:CCRO3) referente suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 13/05/2022. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

CCR ON (BOV:CCRO3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2022 até Out 2022 Click aqui para mais gráficos CCR ON.
CCR ON (BOV:CCRO3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Out 2021 até Out 2022 Click aqui para mais gráficos CCR ON.