A Eletrobras informou que seu conselho de administração elegeu Wilson Ferreira Júnior como novo presidente da companhia, autorizando que sua posse ocorra até 20 de setembro de 2022. A informação havia sido antecipada pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, mais cedo.

Rodrigo Limp Nascimento, eleito como diretor de Regulação e Relações Institucionais, seguirá no cargo de presidente interino até a posse de Ferreira Jr.

A volta de Ferreira Jr. à empresa que comandou ainda como estatal entre 2016 e 2021 é aguardada com otimismo pelo mercado. Ele é encarado como a cabeça por trás da reestruturação da elétrica e sua preparação para a privatização, pautada em aumento de eficiência, enxugamento e redução de alavancagem.

Ferreira Jr. deixou a presidência da Vibra em meados de julho. Seu retorno à Eletrobras (BOV:ELET3) (BOV:ELET5) (BOV:ELET6) é visto como um desfecho da transição da companhia para uma “corporation”, após a confirmação de um conselho com nomes alinhados à lógica de mercado e especificamente à visão de Ferreira Jr. sobre a empresa.

VISÃO DO MERCADO

Credit Suisse

A assembleia que elegeu novo conselho e diretoria da Eletrobras, na última sexta-feira, teve resultados positivos e que vão avançar a reestruturação da empresa, diz o Credit Suisse.

Os analistas Carolina Carneiro e Rafael Nagano escrevem que os cinco novos membros escolhidos para compor o colegiado têm habilidades complementares que serão úteis para a companhia. Os outro cinco já faziam parte do conselho e conhecem a empresa.

A volta de Wilson Ferreira Jr. ao cargo de diretor-presidente é coerente, uma vez que ele realizou a reestruturação inicial da empresa entre 2016 e 2021 que melhorou a geração de caixa da Eletrobras e possibilitou sua privatização.

“A confirmação de um conselho e diretoria capazes são importantes em decorrência dos desafios significativos que a Eletrobras terá, incluindo venda de energia no mercado livre, melhora de eficiência e estrutura corporativa, modernização de ativos, assim como definir metas para alternativas de crescimento”, comentam.

O próximo passo que o mercado ficará atento é a divulgação de um novo plano estratégico nos próximos meses e a implementação dessas metas pós-privatização que devem destravar valor na companhia.

Credit Suisse tem recomendação de compra com preços-alvos em R$ 71,00 para as ações PN e R$ 67,00 para as ações ON.

Itaú BBA

Investidores estrangeiros devem entrar com mais força nas ações da Eletrobras quando a companhia divulgar seu novo plano estratégico, aumentando a maior visibilidade sobre os próximos passos da empresa, diz o Itaú BBA.

Os analistas liderados por Marcelo Sá escrevem que passada a eleição do novo conselho e a volta de Wilson Ferreira Jr. como diretor-presidente, o anúncio mais imediato deve ser a criação de um plano de demissão voluntária.

A Eletrobras é a preferência do banco no setor de serviços públicos (utilities), destacando os valores atrativos das ações, a escala da empresa, com geração robusta de fluxo de caixa e habilidade de pagamento de dividendos no médio prazo.

Itaú BBA mantém recomendação de compra com preço-alvo a R$ 61,60…

Informações Broadcast

ELETROBRAS PNB (BOV:ELET6)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2022 até Out 2022 Click aqui para mais gráficos ELETROBRAS PNB.
ELETROBRAS PNB (BOV:ELET6)
Gráfico Histórico do Ativo
De Out 2021 até Out 2022 Click aqui para mais gráficos ELETROBRAS PNB.