A Positivo Tecnologia registrou lucro líquido de R$ 50,5 milhões no terceiro trimestre de 2022, queda de 6% ante o mesmo intervalo do ano passado.

A empresa atribui a retração ao aumento “significativo das despesas financeiras”, resultante do maior nível de endividamento para financiar o forte crescimento, e da elevação da taxa de juros.

A receita líquida da empresa cresceu 28% no período, para R$ 1,06 bilhão no trimestre encerrado em 30 de setembro.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – consolidada da Positivo somou R$ 1,064 bilhão, 28,4% maior do que um ano antes. Já o Ebitda ajustado ficou em R$ 122,6 milhões, alta anual de 37%. A margem Ebitda chegou a 11,5%, 0,7 ponto porcentual acima do terceiro trimestre de 2021, impulsionada pela alavancagem operacional.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 60,9 milhões no terceiro trimestre de 2022, uma elevação de 160,1% sobre as perdas financeiras da mesma etapa de 2021.

O retorno sobre capital investido (ROIC, na sigla em inglês) foi de 27,6% entre julho e setembro de 2022, uma retração de 6,3 p.p. na comparação ano a ano.

A Positivo reafirmou a projeção de receita bruta entre R$ 5,5 bilhões e R$ 6,5 bilhões para o ano 2022, “em função dos sólidos resultados entregues e da expectativa para o desempenho no quarto trimestre de 2022”, ainda de acordo com o release.

O índice de alavancagem (endividamento líquido / EBITDA LTM) da Companhia foi de 1,9x no 3T22, apresentando uma redução de 0,2 p.p. se comparado com o 2T22, porém um aumento de 0,9 p.p. sobre o 3T21, refletindo a maior necessidade de financiamento de capital de giro para suportar o forte crescimento da receita. Reiteramos que com a entrega e recebimento de grandes projetos de Instituições Públicas, continuaremos a ver redução gradual do nível de alavancagem nos próximos períodos.

⇒ Áreas de negócio

 

unidade de vendas corporativas que engloba vendas de servidores a empresas, contratos com instituições públicas e maquininhas de meios de pagamento, teve uma receita bruta de R$ 342,8 milhões no terceiro trimestre, um ganho anual de 66%.

Já a Unidade de Instituições Públicas teve uma Receita Bruta do trimestre foi de R$ 661,4 milhões, um aumento de 97%, impulsionada sobretudo pelas entregas nas Secretarias de Educação de Minas Gerais, Goiás e de Santa Catarina, além de entregas para a Prefeitura de Salvador, com fornecimento de tablets para a rede municipal de ensino. Destaque também para o fornecimento para a Agência Estadual de Tecnologia da Informação de Pernambuco – ATI/PE. No 9M22 a receita bruta foi de 1,5 bilhão (+99% vs 9M21).

A área de varejo (consumer) caiu 50,4% na comparação anual, para R$ 216,9 milhões. A queda nas vendas se dá pela contração na demanda por dispositivos, devido, principalmente, à perda do poder aquisitivo dos consumidores, corroído pela inflação e alta taxa de juros no País, segundo a empresa.

“Fenômeno similar é observado ao redor do mundo, resultando em demanda aquém do esperado para o ano e elevando os estoques de grandes fabricantes de PCs e smartphones, que redirecionaram seus produtos para mercados como o Brasil”, complementa a positivo.

A receita bruta da área de projetos especiais da Positivo ficou em R$ 55,5 milhões no terceiro trimestre de 2022.

Os resultados da Positivo (BOV:POSI3) referente suas operações do terceiro trimestre de 2022 foram divulgados no dia 09/11/2022. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão

POSITIVO TEC ON (BOV:POSI3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2022 até Jan 2023 Click aqui para mais gráficos POSITIVO TEC ON.
POSITIVO TEC ON (BOV:POSI3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2022 até Jan 2023 Click aqui para mais gráficos POSITIVO TEC ON.