A Eletrobras apresentou um prejuízo líquido de R$ 88 mil no terceiro trimestre de 2022, ante lucro líquido de R$ 965 milhões obtido no terceiro trimestre de 2021 (3T21).

A elétrica diz que o resultado foi “impactado, negativamente, pela deflação ocorrida no período, que resultou em uma redução de R$ 1,941 bilhão nas receitas de transmissão, que são reajustadas por IPCA e IGP-M”.

A receita líquida somou R$ 8,033 bilhões no terceiro trimestre deste ano, uma diminuição de 13% na comparação com igual etapa de 2021.

A redução da receita foi influenciada pela deflação do período (queda do IPCA e IGPM), piorando a receita de transmissão de forma muito relevante.

A receita de transmissão, por sua vez, passou de R$ 4,864 bilhões para R$ 2,924 no terceiro trimestre de 2022.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado totalizou R$ 3,197 bilhões no 3T22, um recuo de 36% em relação ao 3T21. A margem Ebitda ajustada atingiu 0,4% entre julho e setembro, baixa de 0,1 p.p. frente a margem registrada em 3T21.

O resultado financeiro apresentou variação negativa, tendo apresentado um resultado negativo de R$ 882 milhões no 3T21 e negativo de R$1.819 milhões no 3T22. As principais variações foram:

  • Furnas: aumento do encargo da dívida pela consolidação do valor de R$ 341 milhões de SAESA no 3T22, sendo composta pela atualização da Dívida IPCA (R$ 259 milhões) e atualizações das debêntures IPCA (R$ 83 milhões) e captação de 3 novos contratos de empréstimos ocorrida no 2T22 (impacto de aproximadamente R$ 95 milhões a mais no resultado do 3T22 em relação ao 3T21).
  • Encargos (IPCA + WACC/taxa) das obrigações junto à CDE (WACC de 7,31%) e projetos de revitalização das bacias hidrográficas e Amazonia Legal (taxa de 5,67%), de R$ 490 milhões, decorrentes dos novos contratos de concessão de geração assinados no processo de privatização.
  • Variações monetárias líquidas negativas de R$ 267 milhões no 3T22, frente a uma variação monetária líquida positiva de R$ 40 milhões no 3T21, impactada pelo registro de atualização monetária de R$ 478 milhões dos processos judiciais de empréstimo compulsório, em especial devido à variação da taxa Selic aplicada sobre a parcela do principal e juros remuneratórios, no 3T22, contra uma variação monetária dos processos judiciais de R$ 162 milhões no 3T21;
  • Na Eletronorte, resultado líquido negativo associado a derivativos no montante de -R$ 287 milhões, no 3T22, contra um resultado líquido positivo R$ 247 milhões no 3T21, representando uma redução de R$ 533 milhões, com derivativos, em decorrência da variação do LE – London Metal Exchange no período. O contrato junto a Albras prevê um preço de venda de energia acrescido de pagamento de um prêmio, o qual varia de acordo com a cotação do alumínio na LME, cotado em dólar. Em 2022, o LME alcançou o preço máximo estipulado no contrato e, devido a variação negativa do dólar, foram registradas perdas com derivativos.

Parcialmente contrabalançado por:

  • A variação cambial líquida, que passou de uma variação líquida negativa de R$ 610 milhões no 3T21 para uma variação cambial líquida negativa de R$193 milhões no 3T22, devido, principalmente à exposição de dívida em dólar e variação do dólar nos respectivos períodos.

As Provisões Operacionais impactaram de forma negativa o resultado da Controladora em R$ 170 milhões, frente a uma provisão de R$ 9.552 milhões no 3T21. Essa variação é explicada, principalmente, pelo: efeito negativo em provisões para Litígios judiciais, com destaque para os processos judiciais de empréstimo compulsório no montante de R$ 108,5 milhões no 3T22, frente a uma provisão de R$ 9.059 milhões no 3T21. O valor expressivo provisionado de empréstimos compulsórios no 3T21 foi baseado no desenvolvimento jurisprudencial de casos relacionados aos Processos Judiciais de empréstimo compulsório, a Companhia revisitou suas estimativas de provisionamento de empréstimo compulsório, que geraram um aumento observado no 3T21.

A Eletrobras investiu R$ 991 milhões no terceiro trimestre de 2022, um recuo de 3% frente ao montante investido no terceiro trimestre de 2021, de R$ 1,024 bilhão.

Em 30 de setembro de 2022, a dívida líquida da companhia era de R$ 33,522 bilhões, um crescimento de 75% na comparação com a mesma etapa de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,8 vez em setembro/22, alta de 0,9 p.p. em relação ao mesmo período de 2021.

Os resultados da Eletrobras (BOV:ELET3) (BOV:ELET5) (BOV:ELET6) referentes suas operações do terceiro trimestre de 2022 foram divulgados no dia 10/11/2022. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

ELETROBRAS PNA (BOV:ELET5)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2022 até Jan 2023 Click aqui para mais gráficos ELETROBRAS PNA.
ELETROBRAS PNA (BOV:ELET5)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2022 até Jan 2023 Click aqui para mais gráficos ELETROBRAS PNA.