Comércio Varejista

Varejo é o termo utilizado para definir os setores de comércio que vendem diretamente para os consumidores finais, adicionando valor aos produtos comercializados.

As atividades do comércio varejista são de vital importância para a economia de um país, pois geram uma grande quantidade de empregos e uma alta arrecadação tributária.

 

Comércio Varejista Mundial

O comércio varejista é um dos principais setores da economia mundial, movimentando dezenas de trilhões de dólares anualmente. Desde o advento da internet, o setor vem apresentando uma alta taxa de crescimento anual, impulsionado, atualmente, pelo e-commerce (comércio por qualquer meio eletrônico), m-commerce (vendas feitas por meio de smartphones) e s-commerce (vendas por meio de redes sociais).

Com o crescimento do mercado de varejo global, há também uma mudança na ordem dos principais países do setor. A China deve ultrapassar os Estados Unidos e virar o maior mercado global no setor. Outros países de grande destaque no varejo mundial são: Índia, Japão, Rússia e Brasil.

 

Principais Empresas do Setor Varejista Mundial

O Walmart lidera de longe a lista das maiores empresas varejistas do mundo, com receita quatro vezes maior que a segunda colocada, a britânica Tesco. Considerando apenas o mercado de varejo online, a empresa norte-americana aparece em terceiro, logo atrás das também norte-americanas Amazon e Apple. Entre as empresas brasileiras, Lojas Americanas e Pão de Açúcar detastacam-se no varejo tradicional. No varejo online, destaque para a B2W (Submarino, Americanas.com e Shoptime) e a Hermes (Comprafacil.com).

Varejo Tradicional
Walmart Estados Unidos
Tesco Reino Unido
Costco Wholesale Corporation Estados Unidos
Carrefour França
The Kroger Estados Unidos
Schwarz Unternehmens Treuhand Alemanha
Metro AG Alemanha
The Home Depot Inc Estados Unidos
Aldi Einkauf GmbH & Co oHG Alemanha
Target Corporation Estados Unidos
Varejo Online
Amazon Estados Unidos
Apple Estados Unidos
Walmart Estados Unidos
Otto Alemanha
Beijing Jingdong Century Trading China
Tesco Reino Unido
Liberty Interactive Estados Unidos
Dell Estados Unidos
Casino França
Jia.com China 

 

Mercado Varejista Brasileiro

A importância do varejo no cenário econômico brasileiro vem sendo cada vez mais reconhecida e destacada.

Além de gerador do maior número de empregos formais no país, o setor exibe, especialmente nos anos, números expressivos de crescimento e consistentes indicadores de modernização.

Os principais componentes do setor varejista brasileiro são: supermercados, farmácias, concessionárias de veículos, lojas de vestuários, lojas de materiais de construção, lojas de móveis e decoração, postos de gasolina, lojas de eletroeletrônicos e livrarias.

 

Pesquisa Mensal de Comércio

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), produz indicadores de curto prazo relativos ao setor varejista brasileiro.

Iniciada em janeiro de 1995, a pesquisa abrange todo o território nacional e é divulgada mensalmente, após coleta de dados em mais de 5.700 empresas comerciais, selecionadas a partir do cadastro das empresas com vinte ou mais pessoas ocupadas (assalariadas e não assalariadas).

A PMC abrange dez grupos de atividades: combustíveis e lubrificantes; supermercados, hipermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo; tecidos, vestuário e calçados; móveis e eletrodomésticos; artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos; equipamentos e materiais para escritório, informática e de comunicação; livros, jornais, revistas e papelaria; outros artigos de uso pessoal e doméstico; veículos e motocicletas, partes e peças; e materiais de construção. Os oito primeiros segmentos listados têm receitas geradas predominantemente na atividade varejista. Já os dois últimos (veículos e motos, partes e peças e materiais de construção), englobam varejo e atacado.

Para realização da pesquisa, o IBGE coleta dados sobre a receita bruta mensal das empresas, proveniente da revenda de mercadorias, não deduzidos os impostos incidentes e nem as vendas canceladas, abatimentos e descontos incondicionais. Também não estão incluídas as receitas financeiras e não-operacionais. A partir da receita bruta de revenda investigada são construídos indicadores para duas variáveis: Receita Nominal de Vendas e Volume de Vendas

 

Variação Mensal do Volume de Vendas no Comércio Varejista Brasileiro

Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
20123,200,000,200,70-0,801,601,300,200,300,600,30-0,60
20130,50-0,40-0,100,600,300,402,100,900,500,200,60-0,30
20140,400,00-0,40-0,300,00-0,70-1,801,400,501,101,50-2,40
20150,30-0,40-1,00-0,60-0,80-0,40-1,00-0,90-0,500,600,50-2,30
2016-2,201,20-0,900,30-0,800,20-0,70-0,80-0,80-0,400,90-2,00
20176,00-0,40-1,201,100,200,800,10-0,400,50---
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P:41 V:br D:20171215 23:30:18