As ações da operadora da Bolsa brasileira B3 sofreram um baque na sessão da última sexta-feira (1), em queda de 3,20% com as notícias (não confirmadas) de que o Mubadala Capital estaria prestes a abrir uma concorrente em 2025. O plano foi noticiado inicialmente pelo O Globo e teve confirmações da Bloomberg e Valor.

A nova empresa deverá ter sede no Rio de Janeiro e iniciar operações no segundo semestre do próximo ano, atuando em ações, derivativos, câmbio e outros. Além disso, segundo a matéria, Claudio Pracownik (ex-Ágora e Genial) será o CEO da empresa, o que ainda não foi divulgado. Posteriormente, o Valor Econômico também noticiou os planos da ATG de lançar uma exchange em 2025.

“Embora esperemos mais detalhes sobre a potencial nova Bolsa de valores, observamos que a concorrência é um risco bem conhecido para a B3, especialmente depois que o Mubadala Capital adquiriu uma participação majoritária no Americas Trading Group (ATG) em fevereiro de 2023”, aponta o Goldman Sachs.

Na opinião dos analistas do banco, a B3 (BOV:B3SA3) adaptou seu modelo de negócios para enfrentar esse risco nos últimos anos, por meio de fusões e aquisições em dados e análises, redução de preços e lançamento de novos produtos. “No entanto, pensamos que isto poderá criar alguma incerteza até que haja mais visibilidade sobre a potencial nova Bolsa, conforme indicado pela queda das ações na sexta”, avalia o banco, que tem recomendação neutra para B3SA3, com preço-alvo de R$ 14, ou potencial de valorização de 13% frente o fechamento de sexta.

Em breve análise, o Bradesco BBI aponta que o aumento das operações pode ser um desafio em meio às atuais condições de mercado de volumes moderados. “Mesmo assim, as preocupações dos investidores com o aumento da concorrência pela B3 devem pesar sobre a ação”, avalia.

O Goldman ainda fez um cenário comparativo com o do México para avaliar o impacto potencial de uma nova concorrência. A BIVA entrou no mercado mexicano em 2018 para competir com a BMV na maioria dos seus nichos de negócios. Embora o crescimento da receita tenha variado ao longo do tempo, o Goldman observa que o crescimento da receita antes da concorrência (9% de crescimento médio anual composto, ou CAGR, entre 2013 e 2018) foi relativamente semelhante ao período subsequente (8% entre 2018 e 2023 de CAGR). O volume médio diário de negociação (ADTV) da BMV ficou praticamente inalterado na última década, com o CAGR crescendo em 2% entre 2013-2018 e 1% entre 2018-2023. O valuation da empresa diminuiu marginalmente, mas o declínio ocorreu principalmente após 2021, apontam os analistas do banco.

Olhando para o mercado em geral, Gustavo Cruz, estrategista-chefe da RB Investimentos, também ressalta que outros países possuem mais de uma bolsa, sendo o caso mais “famoso” o dos EUA, com a Nasdaq mais especializada em ações de tecnologia.

“Entendo que isso [mais de uma operadora da Bolsa] é bom para as corretoras, para os bancos, que tem mais opções que acabam puxando o preço para baixo de algumas operações, de algumas custódias. Para o consumidor final também, que acaba pagando menos com essa concorrência maior, levando em conta que atualmente a B3 tem um monopólio sobre as transações”, avalia, ponderando que é preciso aguardar os próximos passos e como funcionaram as operações, já que as empresas possuem hoje “toda a cartilha preparada para negociar na B3″. ” O que vai acontecer, qual vai ser a estratégia das companhias, se vai ter migração, se vai ter uma busca por diversos IPOs na outra Bolsa, tudo será respondido aos poucos”, finalizou.

Informações Infomoney
B3 SA - Brasil Bolsa Bal... ON (BOV:B3SA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2024 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos B3 SA - Brasil Bolsa Bal... ON.
B3 SA - Brasil Bolsa Bal... ON (BOV:B3SA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mai 2023 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos B3 SA - Brasil Bolsa Bal... ON.