INCC em Abril de 2017

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) mede a evolução dos custos de construções habitacionai. Realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), sua pesquisa de preços se desenvolve diariamente, cobrindo sete das principais capitais do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília. O INCC está disponível em três versões (INCC-10, INCC-M e INCC-DI), que possuem em comum a amostra de produtos e o cálculo, diferindo apenas no período de coleta de preços.

O Índice Nacional de Custo da Construção – 10 (INCC-10), que mede a evolução de preços no período compreendido entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência, retraiu 0,02% em abril de 2017.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado (INCC-M), que afere a evolução de preços no período compreendido entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência, diminuiu 0,08% em abril de 2017.

Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), que afere a evolução de preços no período compreendido entre o primeiro e o último dia do mês de referência, decresceu 0,02% em abril de 2017.

 

INCC-10 em Abril de 2017

O Índice Nacional de Custo da Construção – 10 (INCC-10) registrou uma variação mensal de -0,02% em abril de 2017. A taxa de oscilação apurada no mês anterior tinha sido de 0,59%. Em abril de 2016, a variação mensal foi de 0,67%. No ano, após quatro meses, o indicador acumula um crescimento de 1,23%. A taxa de variação acumulada pelo INCC-10 nos últimos doze meses foi de 5,18%. 

  Índice (Pontos) Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
     INCC-10 688,052 0,59 -0,02 1,23 5,18
       Materiais, Equipamentos e Serviços 523,148 0,35 -0,04 1,03 2,08
       Mão de Obra 915,021 0,79 0,00 1,39 7,93

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de -0,04%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,35%. O índice que representa o custo da Mão de Obra não registrou variação. No mês anterior, este índice variou 0,79%. 

 

INCC-M em Abril de 2017

O Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado registrou uma variação mensal de -0,08% em abril de 2017. A taxa de oscilação apurada no mês anterior tinha sido de 0,36%. Em abril de 2016, a variação mensal foi de 0,41%. No ano, após quatro meses, o indicador acumula um crescimento de 1,10%. A taxa de variação acumulada pelo INCC-M nos últimos doze meses foi de 5,35%. 

  Índice (Pontos) Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
INCC-M 696,216 0,36 -0,08 1,10 5,35
       Materiais, Equipamentos e Serviços 524,293 0,26 -0,18 1,00 1,99
       Mão de Obra 923,979 0,45 0,00 1,19 8,34

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de -0,18%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,26%. O índice referente à Mão de Obra não registrou variação. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,45%.

No grupo Materiais, Equipamentos e Serviços, o índice correspondente a Materiais e Equipamentos registrou variação de -0,21%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,24%. Dos quatro subgrupos componentes, três apresentaram decréscimo em suas taxas de variação, destacando-se materiais para estrutura, cuja taxa passou de -0,08% para -0,67%. 

A parcela relativa a Serviços passou de uma taxa de 0,32%, em março, para -0,07%, em abril. Neste grupo, vale destacar a desaceleração de taxas de serviços e licenciamentos, cuja taxa passou de 1,19% para 0,16%.

O índice referente à Mão de Obra não registrou variação. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,45%.

  Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
INCC-M 0,36 -0,08 1,10 5,35
     Materiais, Equipamentos e Serviços 0,26 -0,18 1,00 1,99
         Materiais e Equipamentos 0,24 -0,21 0,68 1,68
               Materiais para estrutura -0,08 -0,67 -0,70 -0,74
                   Material metálico 0,80 -2,00 -0,26 1,54
                   Material de madeira 0,09 0,35 0,87 1,09
                   Material à base de minerais não metálicos -0,50 -0,38 -1,32 -2,19
               Materiais para instalação 0,08 0,36 2,89 5,25
                   Instalação hidráulica 0,02 0,18 2,46 5,84
                   Instalação elétrica 0,20 0,68 3,66 4,21
               Materiais para acabamento 0,51 0,35 1,67 3,57
                   Produtos químicos 1,28 -0,04 3,31 5,44
                   Revestimentos, louças e pisos 0,34 -0,01 0,90 4,96
                   Esquadrias e ferragens 0,44 0,56 2,56 3,06
                   Material para pintura 0,39 0,18 1,12 2,92
                   Madeira para acabamento 0,79 0,64 0,87 3,47
                   Pedras ornamentais para construção -0,08 0,50 0,64 1,79
               Equipamentos para transporte de pessoas 1,37 -0,24 1,57 3,60
         Serviços 0,32 -0,07 2,22 3,16
               Aluguéis e Taxas 0,49 -0,23 3,97 2,33
               Serviços Pessoais 0,58 0,44 3,04 6,16
               Serviços Técnicos -0,11 -0,36 -0,54 1,40
     Mão de Obra 0,45 0,00 1,19 8,34
           Auxiliar 0,47 0,00 1,25 8,69
           Técnico 0,43 0,00 1,14 8,51
           Especializado 0,44 0,00 1,15 6,55

Seis capitais apresentaram desaceleração em suas taxas de variação: Brasília, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo. Em contrapartida, Salvador registrou aceleração.

 

INCC-DI em Abril de 2017

O Índice Nacional de Custo da Construção - Disponibilidade Interna (INCC-DI) caiu 0,02% em abril, depois de avançar 0,16% no mês anterior. Nos últimos doze meses, o indicador acumula alta de 5,16%. No ano, após apenas quatro meses, o INCC-DI acumula alta de 1,20%. Os preços foram apurados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) entre os dias 01 e 30 de abril de 2017 nas sete principais capitais estaduais do país. 

  Índice (Pontos) Variação Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
INCC-DI 697,244 0,16 -0,02 1,20 5,16
     Materiais, Equipamentos e Serviços 524,392 -0,04 -0,05 0,97 1,78
     Mão de Obra 939,166 0,33 0,00 1,39 8,12

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou taxa de -0,05%. No mês anterior, este índice variou -0,04%. O índice que representa o custo da Mão de Obra não registrou variação. No mês anterior, este índice variou 0,33%. 

  

Principais Notícias sobre o INCC em Abril de 2017

– INCC-10 caiu 0,02% no quarto mês de 2017

– INCC-10 desacelerou em Abril de 2017, acumulando alta de 5,18% nos últimos 12 meses

– Salvador foi a cidade que registrou a maior alta dos custos da contrução civil em Abril de 2017

– Fatores de maior influência para a retração de 0,08% do INCC-M em Abril de 2017

– Custos com materiais, equipamentos e serviços pesaram mais que mão de obra para a retração mensal do INCC-M de Abril de 2017

– INCC-M registrado em Abril de 2017 acumulou alta de 5,35% nos últimos doze meses

– INCC-M registrou leve retração em Abril de 2017

– INCC-DI: Preços no setor de construção civil brasileiro retraíram em Abril de 2017

– Inflação medida pelo INCC-DI caiu em Abril de 2017, acumulando alta de 5,16% nos últimos doze meses

– Confira a lista dos itens que mais influenciaram a retração do INCC-DI em Abril de 2017

 

Últimas Notícias sobre INCC

Salvador foi a cidade que registrou a maior alta dos custos da construção civil em Junho de 2017

©
O INCC-M (Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado) fechou o sexto mês do ano com variação mensal...
 

Fatores de maior influência para o crescimento de 1,36% do INCC-M em Junho de 2017

Em junho de 2017, o Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado (INCC-M) subiu 1,36% em relação ao...
 

Páginas Relacionadas

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P:34 V:br D:20170628 12:19:22