Ibovespa em Março de 2017

O Ibovespa caiu 2,52% em Março de 2017, fechando cotado em 64.984,07 pontos. Ao longo do mês, a cotação do principal índice do mercado acionário brasileiro oscilou entre 62.496,17 pontos (valor mínimo registrado no pregão de 22 de Março de 2017) e 67.397,88 pontos (valor máximo registrado no pregão de 01 de Março de 2017).

Mês Fechamento Variação Variação % Mínimo Máximo Volume
Mar 2017 64.984,07 -1.678,03 -2,52% 62.496,17 67.397,88 79.128.195

Na comparação com a cotação de fechamento do mês anterior, o Ibovespa perdeu 1.678,03 pontos de seu valor. No dia 24 de Fevereiro de 2017, último pregão do mês anterior, o principal índice do Mercado Bovespa fechou cotado em 66.682,10 pontos.

Por sua vez, a comparação com o mesmo mês do ano anterior mostra que o principal índice de ações do país cresceu 14.928,80 pontos nos últimos 12 meses (29,82%). No último pregão de Março de 2016 o Ibovespa fechou cotado em 50.055,27 pontos.

 

Principais cotações do Ibovespa em Março de 2017

O maior valor de fechamento do Índice Bovespa no terceiro mês de 2017 foi registrado no dia 01 de Março (66.988,88), décimo quinto pregão do mês. Já o menor valor de fechamento ocorreu no quarto pregão do mês, em 21 de Março (62.980,37).

Data Cotação Variação % Variação Mínimo Máximo Volume
31/03/17 64.984,07 -281,91 -0,43% 64.859,03 65.596,61 2.695.027
30/03/17 65.265,98 -262,31 -0,40% 65.070,18 65.775,41 2.407.890
29/03/17 65.528,29 887,84 1,37% 64.476,06 65.551,37 3.596.051
28/03/17 64.640,45 332,06 0,52% 64.041,70 64.847,15 3.463.024
27/03/17 64.308,39 454,62 0,71% 63.030,09 64.356,32 2.755.517
24/03/17 63.853,77 322,99 0,51% 63.468,60 63.997,33 2.650.721
23/03/17 63.530,79 9,45 0,01% 62.840,03 63.942,06 3.554.024
22/03/17 63.521,34 540,97 0,86% 62.496,17 63.747,06 4.188.972
21/03/17 62.980,37 -1.903,90 -2,93% 62.794,75 64.964,54 3.814.638
20/03/17 64.884,27 674,33 1,05% 63.672,13 65.135,89 3.725.732
17/03/17 64.209,94 -1.572,92 -2,39% 64.151,75 66.205,10 5.374.189
16/03/17 65.782,85 -452,02 -0,68% 65.530,52 66.554,15 2.948.896
15/03/17 66.234,88 1.535,41 2,37% 64.537,21 66.317,67 3.857.784
14/03/17 64.699,46 -834,84 -1,27% 64.699,46 65.549,41 2.912.179
13/03/17 65.534,30 858,84 1,33% 64.674,12 65.651,25 2.229.705
10/03/17 64.675,46 90,23 0,14% 64.471,98 65.724,81 3.539.073
09/03/17 64.585,23 -132,78 -0,21% 64.202,84 65.067,91 3.621.964
08/03/17 64.718,02 -1.024,31 -1,56% 64.496,42 65.809,51 3.842.475
07/03/17 65.742,33 -599,04 -0,90% 65.667,94 66.641,04 2.975.536
06/03/17 66.341,37 -444,17 -0,67% 66.118,70 66.891,76 3.440.651
03/03/17 66.785,53 930,6 1,41% 65.860,37 66.800,74 2.736.537
02/03/17 65.854,93 -1.133,94 -1,69% 65.593,85 67.035,31 3.191.008
01/03/17 66.988,88 326,77 0,49% 66.661,27 67.397,88 2.452.064

A maior variação positiva foi registrada no dia 15 de Março, quando o índice ganhou 1.535,41 pontos – um acréscimo de 2,37% ao valor de fechamento registrado na sessão de negociação do dia anterior. Por outro lado, a maior variação negativa do índice no mês foi de 1.903,90 pontos, registrada em 21 de Março, quando o Ibovespa perdeu 2,93% de seu valor.

 

Composição do Ibovespa em Março de 2017

Das cinquenta e oito ações que participaram da composição do Ibovespa ao longo de Março de 2017, vinte e três registraram valorização mensal. Confira abaixo a tabela comparativa entre os valores de fechamento das ações que participam da composição do Ibovespa em 31 de Março e 24 de Fevereiro de 2017.

ATIVO Fechamento - Mar/2017 Fechamento - Fev/2017 Variação Variação %
ABEV3 18,24 17,84 0,40 2,24%
BBAS3 33,77 33,10 0,67 2,02%
BBDC3 32,05 32,63 -0,58 -1,78%
BBDC4 32,38 33,42 -1,04 -3,11%
BBSE3 29,20 28,62 0,58 2,03%
BRAP4 21,89 23,45 -1,56 -6,65%
BRFS3 38,61 40,62 -2,01 -4,95%
BRKM5 31,75 32,33 -0,58 -1,79%
BRML3 14,49 14,92 -0,43 -2,88%
BVMF3 19,29 19,02 0,27 1,42%
CCRO3 18,05 18,09 -0,04 -0,22%
CIEL3 28,31 27,28 1,03 3,78%
CMIG4 10,32 10,69 -0,37 -3,46%
CPFE3 25,77 25,54 0,23 0,90%
CPLE6 32,74 33,70 -0,96 -2,85%
CSAN3 38,86 39,90 -1,04 -2,61%
CSNA3 9,11 11,98 -2,87 -23,96%
CYRE3 13,24 12,99 0,25 1,92%
ECOR3 9,04 9,19 -0,15 -1,63%
EGIE3 35,37 36,98 -1,61 -4,35%
ELET3 17,10 21,49 -4,39 -20,43%
EMBR3 17,39 17,93 -0,54 -3,01%
ENBR3 13,95 13,73 0,22 1,60%
EQTL3 58,79 59,52 -0,73 -1,23%
ESTC3 15,87 14,99 0,88 5,87%
FIBR3 28,87 26,58 2,29 8,62%
GGBR4 10,89 12,95 -2,06 -15,91%
GOAU4 4,95 5,86 -0,91 -15,53%
HYPE3 29,00 27,09 1,91 7,05%
ITSA4 9,50 10,04 -0,54 -5,38%
ITUB4 37,90 40,03 -2,13 -5,32%
JBSS3 10,21 11,70 -1,49 -12,74%
KLBN11 15,15 15,50 -0,35 -2,26%
KROT3 13,28 13,67 -0,39 -2,85%
LAME4 16,36 16,40 -0,04 -0,24%
LREN3 27,80 25,55 2,25 8,81%
MRFG3 5,71 6,25 -0,54 -8,64%
MRVE3 14,36 14,28 0,08 0,56%
MULT3 66,30 64,29 2,01 3,13%
NATU3 29,01 25,62 3,39 13,23%
PCAR4 60,10 57,45 2,65 4,61%
PETR3 15,15 15,96 -0,81 -5,08%
PETR4 14,49 15,18 -0,69 -4,55%
QUAL3 20,65 19,71 0,94 4,77%
RADL3 58,67 59,40 -0,73 -1,23%
RAIL3 8,52 8,58 -0,06 -0,70%
RENT3 41,67 38,53 3,14 8,15%
SANB11 27,65 34,36 -6,71 -19,53%
SBSP3 32,59 32,88 -0,29 -0,88%
SMLE3 63,40 61,72 1,68 2,72%
SUZB5 13,26 13,45 -0,19 -1,41%
TIMP3 10,10 9,76 0,34 3,48%
UGPA3 71,62 65,40 6,22 9,51%
USIM5 4,44 4,93 -0,49 -9,94%
VALE3 29,79 32,72 -2,93 -8,95%
VALE5 28,21 31,51 -3,30 -10,47%
VIVT4 46,75 45,91 0,84 1,83%
WEGE3 17,40 16,98 0,42 2,47%

A composição do Ibovespa é revisada a cada quatro meses. Para o período entre Janeiro e Abril de 2017 foram feitas quatro alterações na composição do indicador em relação ao quadrimestre anterior. As ações preferenciais da Cesp (CESP6) foram removidas da composição do índice. Por outro lado, as ações ordinárias da Eletrobras (ELET3) e da Engie Brasil Energia (EGIE3) passaram a participar da composição do Ibovespa. Por fim, o código de negociação da empresa Runo mudou, passando de RUMO3 para RAIL3.

As ações ordinárias da Natura lideraram as altas do período, com avanço de 13,23%. Foram seguidas por Ultrapar ON (9,51%), Lojas Renner ON (8,81%) e Fibria ON (8,62%) e Localiza ON (8,15%).

Na ponta negativa, as piores quedas do índice no terceiro mês do ano foram registradas por CSN ON (-23,96%), Eletrobras ON (-20,43%), Banco Santander UNT (-19,53%), Gerdau PN (-15,91%) e Met Gerdau PN (-15,53%).

Das 58 ações de empresas que compõem o principal índice de ações do país, 25 acumularam desvalorização em Março.

 

O dia a dia do Ibovespa em Março de 2017

Confira abaixo o que ocorreu em cada dia de negociação no principal mercado de ações do país ao longo de Março de 2017.

01 de Março de 2017 - Depois de três quedas seguidas, Ibovespa voltou a fechar em alta na Quarta-Feira de Cinzas

O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa de valores brasileira fechou em alta nesta quarta-feira, após a folga acumulada de carnaval, na qual os mercados não funcionaram. O indicador acompanhou o bom humor em Wall Street e teve as ações da Petrobras entre as principais influências positivas.

02 de Março de 2017 - Depois de três quedas seguidas, Ibovespa voltou a fechar em alta na Quarta-Feira de Cinzas

Todos dizem que o ano no Brasil só começa efetivamente depois do Carnaval. E no primeiro dia integralmente útil após a folia do Rei Momo, o Ibovespa desabou. Muitos fatores contribuíram para a forte queda do indicador: expectativa de elevação de juros nos Estados Unidos, queda no preço do petróleo, divulgação de balanços corporativos piores do que a estimativa do mercado e, pra variar, cenário político interno incerto.

03 de Março de 2017 - Ibovespa subiu forte na primeira sexta-feira de Março

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou em forte alta nesta sexta-feira, recuperando parte das perdas registrada na véspera. Dentre os componentes do indicador, as ações do Banco do Brasil estiveram entre os maiores ganhos da sessão.

06 de Março de 2017 - Ibovespa fechou em queda nesta segunda-feira, em dia marcada por cautela com cenário político

O principal índice de ações da bolsa de valores brasileira fechou em queda nesta segunda-feira, em meio à cautela com a cena política local. Os investidores também estavam de olho no cenário externo, tendo as ações da Suzano liderando a ponta negativa do Ibovespa.

07 de Março de 2017 - Influenciado principalmente pela Ambev, Ibovespa emplacou segunda queda seguida nesta terça-feira

O principal indicador do mercado acionário brasileiro fechou em baixa pelo segundo dia seguido nesta terça-feira, mantendo o movimento de ajuste da véspera. A queda do Ibovespa foi puxada, principalmente, pela cautela dos investidores com o cenário político local e pela expectativa sobre a divulgação de dados econômicos da China e dos Estados Unidos nesta semana. O principal destaque de baixa do dia foram as ações da Ambev, que possuem grande participação na composição do indicador.

08 de Março de 2017 - Nesta quarta-feira, Ibovespa desabou pelo terceiro dia seguido

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa de Valores de São Paulo, engatou a terceira sessão seguida de perdas nesta quarta-feira, com as ações da Gerdau e da Petrobras liderando as perdas do dia. O tom negativo ganhou força em meio ao aumento nas apostas de alta de juros nos Estados Unidos e com investidores ainda cautelosos com a cena política local.

09 de Março de 2017 - Ibovespa emplacou quarto pregão consecutivo de queda nesta quinta-feira

Em um dia de grande volatilidade no mercado de ações, o Ibovespa emendou seu quarto pregão consecutivo de baixa nesta quinta-feira, com investidores evitando realizar grandes apostas antes da divulgação dos dados do mercado de trabalho dos Estados Unidos e à espera de novidades no campo político local.

10 de Março de 2017 - Ibovespa fechou em alta pela primeira vez na semana nesta sexta-feira

Foi uma alta bem tímida, é verdade, mas foi suficiente ara quebrar uma sequencia de quatro dias seguidos de perdas no mercado acionário brasileiro. Pela primeira vez na semana, o Ibovespa conseguiu fechar um pregão no positivo. Após acumular queda superior a 3% nos quatro pregões anteriores, o indicador ganhou suporte nos dados da inflação local abaixo do esperado. Por outro lado, a queda nos preços do petróleo no mercado internacional e a cautela dos investidores em relação ao cenário político continuaram tirando o fôlego do índice de ações.

13 de Março de 2017 - Puxado por Vale e Cemig, Ibovespa iniciou terceira semana de Março em forte alta

O tom positivo prevaleceu no mercado acionário brasileiro nesta segunda-feira, com a alta de seu principal índice ganhando suporte na valorização dos preços do minério de ferro na China, que impulsionaram a alta das ações da Vale. O Ibovespa também teve as ações da Cemig entre seus muitos destaques positivos no dia, diante de notícia sobre novos planos para suas subsidiárias.

14 de Março de 2017 - Ibovespa caiu forte nesta terça-feira, devolvendo valorização da véspera

O principal indicador da bolsa de valores brasileira fechou em forte queda de nesta terça-feira, com investidores adotando cautela na véspera da decisão do Federal Reserve sobre os juros norte-americanos e diante do cenário político local conturbado.

15 de Março de 2017 - Depois da decisão do Fed nesta quarta-feira, Ibovespa registrou maior alta diária em dois meses

O principal índice de ações da BM&FBovespa fechou em forte alta nesta quarta-feira, a maior em quase dois meses. O Ibovespa ampliou os ganhos após o Federal Reserve (Fed) elevar a taxa de juros conforme amplamente esperado e indicar a manutenção de um ritmo gradual para a normalização da política monetária nos Estados Unidos.

16 de Março de 2017 - Noticiário interno pesa, fazendo Ibovespa voltar a fechar em queda nesta quinta-feira

O Ibovespa, principal índice da BM&FBovespa, fechou em queda nesta quinta-feira, pressionado pelas ações do setor financeiro, da Petrobras e da Vale, em sessão com baixo movimento nos mercados externos e intenso noticiário doméstico.

17 de Março de 2017 - Ibovespa desabou nesta sexta-feira, puxado por ações de JBS e BRF

O Ibovespa fechou em forte queda nesta sexta-feira, pressionado pelas fortes baixas nas cotações das empresas de alimentos BRF e JBS. As duas empresas foram citadas nesta em um esquema de venda ilegal de carnes. As ações da BRF chegaram ao seu menor valor desde 2012.

20 de Março de 2017 - Ibovespa iniciou penúltima semana de março am alta, apesar da pressão negativa sobre as ações das empresas exportadoras de carne

O Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira, fechou em alta nesta segunda-feira, recuperando parte das perdas de sexta-feira, conforme a pressão do setor de carnes diminuiu e com as ações da Petrobras entre os destaques de alta no dia. O setor de carnes na BM&FBovespa já perdeu quase R$ 8 bilhões em valor de mercado desde o lançamento da operação Carne Fraca, da Polícia Federal, na sexta-feira, com a JBS sendo responsável por mais da metade deste total.

21 de Março de 2017 - Ibovespa registrou a maior queda do ano nesta terça-feira

O Ibovespa fechou em queda nesta terça-feira, puxada por forte recuo das ações da Vale em meio a preocupações com os preços do minério na China. CSN e Gerdau também se destacaram entre as perdas do dia. Investidores repercutiram ainda os desdobramentos da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

22 de Março de 2017 - Banco do Brasil e Petrobras puxaram a recuperação do Ibovespa nesta quarta-feira

O principal índice de ações da BM&FBovespa fechou em alta nesta quarta-feira, impulsionado pelo avanço dos papeis da Petrobras e do Banco do Brasil. Apesar da valorização do Ibovespa, os investidores mantiveram a cautela em função do cenário externo complicado e da política local incerta.

23 de Março de 2017 - Ibovespa fechou praticamente estável nesta quinta-feira

O Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira, fechou praticamente estável nesta quinta-feira, com o cenário político local despertando cautela dos investidores e com as ações da empresa de alimentos Marfrig liderando os ganhos do dia.

24 de Março de 2017 - Tom positivo no cenário externo puxou a alta do Ibovespa na sexta-feira

O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira, com oscilações durante o dia diante de incertezas no cenário político local e da possibilidade de votação no Congresso americano do projeto que altera o sistema de saúde do país.

27 de Março de 2017 - Ibovespa reage na parte da tarde, fechando a última segunda-feira de março em alta

O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira, conforme as ações da Petrobras e da Vale inverteram a tendência de queda na parte da manhã, firmando-se no campo positivo no final do dia. As ações da BRF também esteve entre os destaque positivos do dia.

28 de Março de 2017 - Ibovespa emplacou segunda alta seguida na última terça-feira de Março

O Ibovespa conseguiu emplacar sua segunda alta seguida nesta terça-feira, após mais um dia de muita instabilidade. Os investidores passaram o dia no aguardo das medidas orçamentárias que serão adotadas pelo governo para tentar reduzir o déficit no ano, porém o anúncio só deve sair amanhã.

29 de Março de 2017 - No aguardo dos novos ajustes nas contas públicas, Ibovespa fechou em forte alta nesta quarta-feira

O Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira, com investidores na expectativa de definições sobre corte de gastos e aumento de impostos. A Petrobras se destacou entre as maiores altas do dia.

30 de Março de 2017 - Depois de seis altas consecutivas, Ibovespa fechou em queda nesta quinta-feira

O Ibovespa fechou em queda nesta quinta-feira, interrompendo uma sequência de seis altas seguidas. O índice de ações foi pressionado pela queda de ações de bancos e da Vale.

31 de Março de 2017 - Ibovespa encerrou em queda nesta sexta-feira, último pregão do mês

O Ibovespa fechou em queda nesta sexta-feira, último pregão da semana e do mês. Os investidores continuaram atentos ao cenário político dos país, procurando ajustar suas posições no curto prazo em meio a um noticiário bastante conturbado.

Páginas Relacionadas

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P:42 V:br D:20170727 16:38:45