Dollar Week: Dólar cai 0,62% na quarta semana de Fevereiro de 2016

LinkedIn

Na última semana de fevereiro de 2016, a moeda norte-americana fechou em queda 0,62%. Foram cinco pregões bastante intensos, com três dias de baixa e dois de alta. A sessão de negociação com a baixa mais expressiva foi a de segunda-feira, mesmo dia da deflagração de mais uma etapa da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga os esquemas de corrupção na Petrobras. Já a alta mais violenta foi registrada na hoje, com a cotação do dólar fortemente influenciada pela formação da taxa Ptax, por uma nova desvalorização nos preços do petróleo e por bons indicadores econômicos nos Estados Unidos.

Em 2016, após trinta e nove pregões, o dólar acumula uma alta de 1,26% ante o real. Foram dezenove pregões de alta contra vinte de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,9470 para compra e a R$ 3,9480 para venda.

Já no segundo mês do ano, após dezoito pregões, a moeda norte-americana acumula uma desvalorização de 0,66%. São oito pregões de baixa contra dez de alta. No último pregão de janeiro, o dólar fechara cotado a R$ 4,0217 para compra e a R$ 4,0243 para venda.

 

Variação diária do dólar na oitava semana de 2016

Data Compra Venda Variação Variação
22/02/16 3,9495 3,9500 -1,81% -0,0727
23/02/16 3,9603 3,9627 0,32% 0,0127
24/02/16 3,9558 3,9568 -0,15% -0,0059
25/02/16 3,9485 3,9500 -0,17% -0,0068
26/02/16 3,9972 3,9976 1,21% 0,0476

 

O dólar em 22 de Fevereiro de 2016, segunda-feira

Nesta segunda-feira, primeiro pregão da ultima semana de fevereiro, o dólar emplacou mais um dia de baixa, voltando a ser cotado abaixo de quatro reais. A nova desvalorização da moeda norte-americana foi puxada por noticias positivas oriundas da China, e por uma nova alta nos preços do petróleo.

Dólar inicia quarta semana de fevereiro cotado abaixo de quatro reais

 

O dólar em 23 de Fevereiro de 2016, terça-feira

A moeda norte-americana voltou a cair nesta terça-feira, após dois pregões consecutivos de consideráveis desvalorizações. A baixa do dólar na sessão foi influenciada por declarações antagônicas sobre o acordo entre os principais produtores de petróleo para redução da produção global da commodity. Por outro lado, os desdobramentos da nova etapa da Operação Lava Jato limitaram os ganhos da divisa ianque, uma vez que aumentam as esperanças relacionadas ao impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Dólar volta a subir nesta terça-feira, mas mantém-se abaixo de R$ 4,00

 

O dólar em 24 de Fevereiro de 2016, quarta-feira

Surpreendentemente, a moeda norte-americana encerrou o pregão desta quarta-feira emplacando mais uma desvalorização, depois de ser negociada em alta ao longo de quase todo o dia. E os motivos para uma eventual alta do dólar não eram pequenos: quarta desvalorização consecutiva do yuan; forte baixa nos preços do petróleo  que voltou a ser cotado próximo da casa dos trinta dólares por barril; e mais um rebaixamento da nota de credito brasileiro, dessa vez, anunciado pela Moody’s. Mesmo assim, o real conseguiu virar um pregão considerado perdido, emplacando mais uma baixa para a divisa americana. Seriam os ventos vindos de Curitiba que mantiveram o dólar cotado abaixo de quatro reais? Isso, só o tempo vai dizer…

Dólar volta a cair nesta quarta-feira, após operar em alta durante quase todo o pregão

 

O dólar em 25 de Fevereiro de 2016, quinta-feira

E não é que a moeda norte-americana perdeu valor ante o real pelo segundo dia consecutivo, mesmo em um cenário externo pra lá de adverso nesta quinta-feira? Os investidores que atuam no mercado de câmbio brasileiro ignoraram a nova baixa no preço do petróleo (mais forte na parte da manhã, verdade seja dita) e a forte desvalorização da principal bolsa de valores da China. A justificativa da vez é que, com a proximidade do final do mês, há um movimento de venda de dólares forçado, com o intuito de influenciar a formação do dólar Ptax.

Dólar emplaca segunda queda consecutiva, fechando o pregão desta quinta-feira cotado a R$ 3,95

 

O dólar em 26 de Fevereiro de 2016, sexta-feira

A moeda norte-americana encerrou em forte alta nesta sexta-feira, repercutindo o forte crescimento da economia dos Estados Unidos em 2015 e mais uma baixa nos preços do petróleo. Ao longo do dia, a divisa voltou a ser negociada acima do patamar de quatro reais, mas perdeu força no final da sessão com muitos operadores de câmbio brigando pela formação de uma taxa Ptax mais favorável aos seus interesses.

Dólar sobe forte nesta sexta-feira, mas consegue se manter abaixo de R$ 4,00

Deixe um comentário