Lula na PF: Petrobras dispara em NY nesta manhã

LinkedIn

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva foi conduzido coercitivamente à depor pela Polícia Federal nesta manhã no âmbito da 24a. fase da operação Lava Jato. Desde o começo dessa semana, rumores de que a PF estava cada vez mais próxima do ex-presidente animou o mercado financeiro nacional, culminando com o vazamento da suposta delação premiada do senador petista Delcidio do Amaral ontem. Segundo analistas, essa seria uma das explicações da valorização de 13,4% no índice Ibovespa (BOV:IBOV) na semana e valorização do Real, cotado a R$ 3,80 ontem. Na bolsa de valores de Nova Iorque, as ADRs da Petrobras (NYSE:PBR) começam o dia em leilão de abertura com alta de mais de 10%, sugerindo um dia positivo para as ações da companhia no mercado nacional.

Outras notícias importantes do dia

• A mineradora Samarco e seus dois acionistas, a Vale (BOV:VALE5) e a BHP Billiton (ASX:BHP), confirmam um acordo para a restauração do meio ambiente e das comunidades afetadas pela ruptura da barragem de Fundão em Minas Gerais. A Samarco, a Vale e a BHP Billiton instituirão uma Fundação, com contribuições de R$ 2 bilhões em 2016, R$ 1,2 bilhão em 2017 e R$ 1,2 bilhão em 2018. De 2019 a 2021, a Fundação receberá valores anuais que variam de R$ 800 milhões a R$ 1,6 bilhão. Adicionalmente, uma contribuição única de R$ 500 milhões será realizada para saneamento básico das regiões afetadas.

• Após a divulgação da queda de 3,8% no PIB brasileiro em 2015, o Banco Central afirmou que a contração econômica é reflexo das incertezas nas economias doméstica e internacional, conclamando por reformas estruturais.

• Estudo da agência de classificação de risco Austin Rating mostra que a queda de 3,8% no PIB brasileiro em 2015 só foi melhor do que o da Ucrânia e da Venezuela, ficando no 30a. posição num ranking de 32 países.

• A produção nacional de petróleo caiu 4,7% em janeiro, na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados da ANP.

• As ações da Embraer (BOV:EMBR3) despencaram -14% ontem, maior queda do Ibovespa (BOV:IBOV), após a companhia apresentar queda de 66% no lucro consolidado em 2015.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 04-03-2016. Acesse a versão completa do Bom dia ADVFN por este link: Clique aqui.

Deixe um comentário