Ibovespa volta a subir nesta quinta-feira, renovando a máxima dos últimos dois anos

LinkedIn

O principal índice de ações da BM&FBovespa (Ibovespa) fechou em leve alta nesta quinta-feira, com a recuperação das ações da JBS e avanço das ações da Petrobras entre as maiores contribuições positivas, contrabalançando a pressão negativa vinda do exterior.

 

Ibovespa Hoje

O Ibovespa fechou em alta de 0,17% nesta quinta-feira, 08 de setembro de 2016, cotado em 60.231,66 pontos. Esse é novamente o maior nível de fechamento desde 5 de setembro de 2014, quando terminou o dia a 60.681,98 pontos.

 

Ibovespa em Setembro

Em setembro, após cinco pregões, o principal índice de ações brasileiro acumulou uma valorização de 4,03%. Ao longo do mês, foi realizado quatro pregões de alta contra um de baixa. No pregão do dia 31 de agosto, o indicador encerrou o oitavo mês do ano cotado em 57.901,11 pontos.

 

Ibovespa em 2016

Em 2016, após cento e setenta e dois pregões, o Ibovespa acumula uma valorização de 38,94%. No último pregão de 2015, o principal índice acionário do país fechou cotado em 43.349,96 pontos. São noventa e dois pregões de alta, contra setenta e oito de baixa e dois sem nenhuma variação no preço de fechamento ao longo do ano.

 

Cenário Internacional

Nos Estados Unidos, nesta sessão, o declínio das ações da Apple pesaram nos índices acionários, um dia após a companhia apresentar o iPhone 7.

Das principais Bolsas de Valores da Europa, duas fecharam em queda e quatro subiram nesta quinta-feira:

  • Espanha: +0,95%
  • Itália: +0,48%
  • Portugal: +0,21%
  • Inglaterra: +0,18%
  • França: -0,34%
  • Alemanha: -0,72%.

 

Entre as Bolsas de Valores da Ásia e do Pacífico, duas fecharam em alta, duas terminaram em baixa e outras três, praticamente estáveis:

  • Hong Kong +0,75%
  • China: +0,15%
  • Coreia do Sul: +0,09%
  • Taiwan +0,04%
  • Cingapura +0,03%
  • Japão: -0,32%
  • Austrália: -0,71%.

 

Cenário Nacional

Do quadro doméstico, agentes financeiros seguiram monitorando desdobramentos políticos com potenciais reflexos em medidas para retomar o crescimento do país e ajustar as contas públicas.

 

Ativos Reais que rendem de 15% a 20%. Até agora, essas chances eram restritas a investidores milionários e institucionais.

Deixe um comentário