Black Friday: bancos oferecem descontos em tarifas, cartões, empréstimos e facilitam investimentos

LinkedIn

De olho no apelo da Black Friday, megaevento anual de descontos e promoções já tradicional do varejo dos Estados Unidos, adotado recentemente pelos brasileiros, e que acontece geralmente na última sexta-feira de novembro, grandes bancos também estão oferecendo condições especiais em seus produtos e serviços.

É o caso de instituições como Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander, com promoções que vão desde descontos em pacotes de tarifas até redução nos juros de empréstimos para pessoas físicas e empresas ou ainda a oferta de condições especiais para quem quer investir, com isenções de taxas, reduções de valor de aplicação mínima e do volume mínimo necessário para aplicações. Não é o caso de correr se endividar, mas pode ser a oportunidade para sair de uma dívida mais cara ou comprar um bem de grande necessidade. Também é preciso avaliar com cuidado as ofertas, tanto de crédito quanto de investimento, para ver se elas são realmente interessantes neste momento.

Bradesco: descontos de até 30% no crédito pessoal 

Esta é a primeira vez que o Bradesco participa de maneira mais efetiva da Black Friday, diz o diretor de Empréstimos e Financiamentos do banco, Leandro José Diniz. “”Percebemos que, assim como acontece lá fora, o evento vem crescendo no Brasil, movimentando as pessoas, o comércio e a sociedade, daí a importância de participarmos, oferecendo uma série de descontos e benefícios aos nossos clientes”, explica.

Ao contratar o crédito pessoal, o cliente do banco terá até 30% de desconto na taxa de juros, nos prazos de 37 a 48 meses, com custos que dependerão do perfil do tomador. As taxas partem de 3,10% ao mês. “Um cliente da nossa base que tenha, por exemplo, crédito pré-aprovado com taxa de 4,5%, com a promoção pagará, até 30 de novembro, 3,15% ao mês, nos prazos maiores, que são justamente os mais demandados”, afirma Diniz.

Apesar do desconto, o juro de 3% ao mês ainda é relativamente alto, mas pode valer a pena para quem está devendo no cheque especial ou no cartão de crédito, por exemplo, que cobram juros bem mais elevados, de até 10% ao mês,

Financiamento de veículo de até 100% e taxa promocional

Outra oferta do banco é no financiamento de veículos. O correntista poderá financiar até 100% do valor total do automóvel novo ou usado, até 30 de novembro. Fora da promoção, o banco financia de 80% a 90% no caso de carros novos e em média 70% nos usados. Além disso, o cliente terá 60 dias de carência para o pagamento e, dependendo da análise do seu perfil, também contará com até 30% de desconto nos juros, com taxas partindo de 1,10% ao mês. Aqui no caso o cuidado é o comprador não se empolgar com o fato de não ter de pagar nada agora e gastar mais do que pode ou assumir uma prestação muito alta.

Redução de até 70% nas taxas de capital de giro para pequenas empresas

Diniz destaca ainda que a estratégia incluiu pessoas jurídicas, com ofertas voltadas principalmente para negócios de micro e pequeno porte, com faturamento até 3,6 milhões/ano, num universo selecionado de 250 mil empresas da base de clientes. Essas empresas poderão tomar empréstimos para capital de giro (linha Giro Flex) com descontos de até 70% na taxa de juros, no prazo de 36 meses.

Hoje a taxa mais alta nessa linha, segundo Diniz, é de 9,34% ao mês, e pode cair para até 2,39% ao mês. Outra condição especial é para a Antecipação de Recebíveis de Cartões de Crédito, com taxa de 1,19% ao mês. O banco esclarece que essas condições serão válidas até o final de novembro e todas as operações estão sujeitas à análise de crédito.

Cartões de crédito com parcerias

Portadores de cartões de crédito Bradesco terão ainda descontos de até 60% do valor dos produtos adquiridos no site ShopFácil e até 40% nos produtos oferecidos no site da Livelo, incluindo promoções com bônus de até 80% na transferência dos pontos para programas parceiros da Smiles, Tudo Azul e Multiplus.

Banco do Brasil investe em orientação para o consumidor

No Banco do Brasil, os clientes terão acesso a ofertas e promoções que vão além da Black Friday, com duração até 30 de novembro, explica a gerente executiva da diretoria de pessoas físicas, Carla Nesi.  Uma das novidades é “Mestre da Black Friday”, uma série de videos destinados a quem acessar o site promocional bb.com.br/blackfriday. Essas pessoas receberão dicas especiais para realizar compras e aproveitar bem o período de grandes ofertas nas lojas virtuais.

Seguindo a prática dos últimos três anos, o BB também preparou vantagens especiais do programa de relacionamento Ponto pra Você (PPV), além de promoções na contratação de produtos do banco.

Vantagens em financiamento de veículos, parcelado e crediário

“Teremos, já a partir de hoje, condições diferenciadas no financiamento de veículos, via mobile, com redução linear de taxas de acordo com o perfil do cliente. A taxa cai 0,10%, e a mínima passa de 0,99% para 0,89% ao mês”, explica Nesi. Já em linhas como BB Parcelado (Cartão de Crédito) e BB Crediário, a depender do perfil do correntista, as taxas podem ter redução de até 3%.

Ela dá um exemplo de um financiamento de R$ 40 mil de um veículo no valor de R$ 80 mil com 50% de entrada, novo ou seminovo, pelo prazo de 48 meses. Na taxa anterior, de 1,37%, a prestação seria de R$ 1.178,23. Já pela promocional de 1,27%, a taxa cai para R$ 1.152,94. Uma economia de R$ 25,00. Parece pouco, mas em 12 meses esse valor representa R$ 300,00, que já ajudarão a pagar o seguro obrigatório ou o licenciamento.

Santander tem 37 itens em oferta e descontos de até 80%

O banco Santander, que participa da Black Friday pelo terceiro ano consecutivo, também oferece condições especiais em produtos e serviços para pessoa física e jurídica. Serão 37 itens com ofertas que vigoram entre 17 e 27 de novembro. Os descontos chegam a até 80% nos meios digitais (internet banking e app Santander) e nos demais canais de relacionamento do Banco (agências, central de atendimento, terminais de autoatendimento – ATMs).

Por exemplo, o crédito consignado contratado no período terá redução na taxa de juros de até 30%. A primeira anuidade de cartões do banco (123, AAdvantage®) terá desconto de até 80%.

Desconto de até 50% no pacote de tarifas para quem abrir conta

Quem ainda não é cliente do banco, informa o Santander, e quiser abrir uma conta corrente, terá desconto de 50% na tarifa do pacote de serviços por sete meses. Isso vale para a abertura de conta com a solicitação do cartão, tanto para pessoas físicas como para empresas.

Outros exemplos são desconto de até 20% no Crédito Pessoal com imóvel como garantia, e de até 20% no financiamento de veículos para pessoa física, a depender do perfil do cliente. Em cartões, o Santander Pass, dispositivo de pagamento por aproximação recém-lançado pelo banco na forma de adesivo ou pulseira, o cliente poderá ter desconto de 20% na compra.

Crédito para empresas e usuários de maquininhas da GetNet

Assim como o concorrente Bradesco, o banco espanhol não deixou de fora as pessoas jurídicas. Sinaliza com descontos de até 70% para operações de capital de giro, para equilibrar o fluxo de caixa. Já os clientes que possuírem maquininhas Getnet há pelo menos seis meses e pedirem mais máquinas terão 50% de desconto no valor do aluguel durante cinco meses. E haverá isenção de 10 meses de aluguel para quem vender acima de R$ 3 mil na maquininha e usar o app Getnet ou cadastrar antecipação automática.

Produtos de investimento no foco do Itaú Unibanco e Santander

Os produtos de investimentos também estão contemplados na Black Friday, com inciativas de instituições como o Santander e o Itaú Unibanco. No Santander, as aplicações em ações e em outros produtos de renda variável terão 50% de desconto na taxa de corretagem em operações executadas via Home Broker ou app Santander Corretora. Em LCI (Letra de Crédito Imobiliário), a rentabilidade passa, no período de promoção, de 74% do CDI para 89,5%, com aplicações a partir de R$ 30 mil. No caso do CDB Progressivo, que vai rendendo mais com o passar do tempo, o banco elevou o rendimento máximo de 95% para até 100% do CDI e reduziu o valor inicial de R$ 10 mil para R$ 5 mil. Melhor que um fundo DI para quem não precisar sacar o dinheiro.

O Itaú Unibanco, por sua vez, oferecerá a seus clientes, até o fim do mês, condições especiais que variam entre isenções de taxas, reduções de valor de aplicação mínima e volume mínimo necessário para aplicações.

Planos de previdência com isenção de taxa de carregamento

Para os segmentos Itaú Uniclass e Itaú Agências, o banco oferece isenção permanente da taxa de carregamento em todas as aplicações para novos planos de Previdência. A taxa de carregamento é cobrada sobre cada aplicação, antes do dinheiro cair no fundo e pode chegar a 3% no varejo. No Santander, há desconto de 100% na taxa de carregamento de entrada, ou seja, na aplicação, em alguns planos.

Clientes do varejo podem ter reduções de aplicações e volumes mínimos em Previdência e para os do Uniclass as condições abrangem Previdência e Fundos. Nesse caso, o investidor deve estar atento às taxas de administração dos fundos de previdência, que não podem ser muito altas para não prejudicar o investimento de longo prazo.

Redução no valor de  aplicação mínima

No segmento de Varejo, informa o banco, haverá reduções da aplicação mínima no Itaú Plus RF de R$ 1.000,00 para R$ 250,00 e do volume mínimo necessário para aplicação no plano Itaú Ultra RF de R$ 120.000,00 para R$ 25.000,00. Vale aqui também o cuidado com as taxas de administração, que para renda fixa não podem ficar acima de 1% ao ano para não perder da poupança, a menos que o fundo tenha algum diferencial que o faça render mais que o CDI.

No Itaú Uniclass, segmento de Previdência, para aplicações, haverá redução da aplicação mínima no Itaú Uniclass Plus RF de R$ 4.000,00 para R$ 250,00. Além disso, redução do volume mínimo necessário para aplicação nos planos Itaú Uniclass Ultra RF de R$ 150.000,00 para R$ 25.000,00 e Itaú Uniclass VGBL Investors RF de R$ 40.000,00 para R$ 10.000,00.

Fundos multimercados

Para os que aplicam em Fundos de Investimento, a oferta é de redução do volume global para aplicação no fundo Itaú Uniclass Multiestratégia Agressivo de R$ 20.000,00 para R$ 5.000,00, com aplicação mínima de R$ 100,00. Aqui o cuidado é mais com a estratégia do fundo, que como o nome já diz tem maior risco. Pode ser portanto uma opção de diversificação.

LCI, LCA, CDBs de bancos menores

Bancos menores também estão com promoções em seus papéis. O Daycoval anuncia até 136% do CDI no seu CDB, o que é um ganho razoável, mas é preciso verificar suas condições, como prazo e se há possibilidade de resgate antecipado. O mesmo vale para outras LCI e LCA oferecidas por outros bancos. O Banco Sofisa promete 1.000% do CDI para dois investidores, o que se assemelha mais a um sorteio do que a uma promoção. Vale lembrar que CDBs, LCI e LCA são protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) até R$ 250 mil.

Marketing ou vantagem efetiva?

Para a economista do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) Ione Amorim, o consumidor deve ficar em alerta e sempre avaliar e comparar as diversas opções de produtos e serviços oferecidas pelos diferentes bancos. E, em momentos de promoção, atentar para a possibilidade de ofertas que tenham mais apelo de marketing do que vantagem efetiva para o bolso das pessoas.

Comprar uma TV com desconto na Black Friday é uma coisa, exemplifica Ione, lembrando que será preciso também pesquisar e comparar preços e condições de pagamento, mas não é algo difícil. “Já contratar crédito ou financiamento é algo bem mais complexo; as taxas de juros de empréstimos oferecidas pelos bancos mudam obedecendo muitas variáveis, e principalmente conforme o perfil do cliente, com variações que dependerão principalmente de risco”, destaca. Acrescenta que, diante disso, fica mais difícil para o tomador avaliar a efetividade dos descontos oferecidos nas promoções.

No caso da oferta de desconto temporário em pacotes de tarifas, vinculada à abertura de conta, também é preciso atenção.

“Pode valer a pena para quem já havia se decidido a abrir conta em determinado banco. Caso contrário, antes de optar por uma instituição, será preciso avaliar vários outros fatores”, afirma, destacando itens como saber se o pacote é adequado ao perfil da pessoa, se ela necessita dos serviços que são oferecidos, se a oferta de linhas de crédito do banco é atrativa.

“O consumidor deve fazer opção de forma cuidadosa nesse tipo de contratação (de produtos e serviços financeiros), tal como faz o banco ao conceder crédito, e não agir por impulso”, conclui a economista.

Deixe um comentário