Dollar Week: moeda valoriza 0,55% de olho na reforma da Previdência

LinkedIn

Esta semana o Dólar valorizou 0,55%. No cenário internacional, com a saída do ministro da Cidades, Bruno Araújo, e a antecipação da reforma ministerial, a expectativa é que o presidente Michel Temer troque cargos em ministérios e secretarias por apoio político. Assim, com a base reforçada, espera-se que seja possível aprovar ainda este ano uma Reforma Política enxuta. Já no cenário internacional, a primeira-ministra Theresa May, da Grã-Bretanha, continua perdendo apoio no Parlamento inglês, inclusive do próprio partido, indicando a possibilidade de que haja uma nova votação pelo cargo. Já nos Estados Unidos, as apostas sobre a nova alta nos juros americanos cresceram, depois da divulgação de que os preços ao produtor do país subiram 0,4%, valor acima do esperado e que pode levar ao crescimento da inflação americana. Além disso, o mercado acompanha a disputa entre a Câmara e o Senado americanos sobre a Reforma Tributária no país, já que cada Casa defende um texto diferente.

Ontem, a moeda teve baixa de 0,56, cotada a R$ 3,2606 para compra e R$ 3,2612 para venda.

Após 11 pregões do mês, a moeda valorizou 0,54%. Já se foram cinco fechamento positivo, contra seis negativos. No último pregão de outubro, o dólar fechou cotado a R$ 3,2430 para compra e R$ 3,2438 para venda.

Em 2017, após 218 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 0,35%. São 104 pregões de alta contra 114 de baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

Resumo da Semana

Na segunda-feira (13), a moeda subiu 0,55%, cotada a R$ 3,2973 para compra e R$ 3,2986 para venda. No dia seguinte, ela teve alta de 0,33%, cotada a R$ 3,3088 para compra e R$ 3,3094 para venda.

Após o feriado da República, a moeda teve baixa de 0,94%, cotada a R$ 3,2770 para compra e R$ 3,2783 para venda. Na sexta-feira (17), o Dólar teve baixa de 0,56, cotado a R$ 3,2606 para compra e R$ 3,2612 para venda.

 

Deixe um comentário