Biosev deve continuar crescendo, mas nível de endividamento ainda é um risco, afirma BB

LinkedIn

Com base nos resultados apresentados pela Biosev (BOV:BSEV3), BB Investimentos afirma que permanece confiante no crescimento da empresa, diante do aumento da produção e da demanda. Por outro lado, alerta que a tendência de alta nas despesas da companhia deve ser controlada para evitar maiores riscos.

Segundo o relatório, a recomendação é outperform, com preço-alvo nos R$ 6,50 até março de 2019. Isso representa um potencial de valorização de 56,6%.

O analista Marcio Montes, que assina o documento, afirma que a avaliação dos resultados é negativa, especialmente porque “os resultados financeiros obscureceram os valores operacionais da empresa, demonstrando que o alto nível de endividamento ainda deve ser resolvido para evitar compensar os esforços mostrados em termos de custos e despesas até agora”.

Por outro lado, Montes afirma que as expectativas de crescimento para a Biosev continuam confiantes, especialmente por causa do aumento da produção de etanol e em plantações de cana-de-açúcar. Além disso, o analista destaca que o hedge do açúcar é de US$ 17,90 (cUS$/lb) para a safra 2017/18, ao passo em que a previsão do câmbio é de R$3,556/dólar.

Isso significa que ambos os valores estão acima dos preços atuais do mercado. Juntando isso com a queda nos juros básicos, esse cenário deve ajudar “os esforços da empresa com o objetivo de reduzir os custos de produção e otimizar capacidade dos moinhos”, afirma o BB.

Deixe um comentário