Oi (OIBR3 e OIBR4) registrou prejuízo de R$ 6,66 bilhões em 2017

Google+ LinkedIn

A companhia Oi anunciou um prejuízo líquido de R$ 6.66 bilhões em 2017, valor 18,88% menor que o prejuízo líquido apurado no ano anterior (R$ 8.21 bilhões).  No entanto, o desempenho da companhia no ano foi pior que a média dos cinco anos anteriores (prejuízo médio anual de R$ 4.67 bilhões).

A receita líquida da companhia diminuiu 8,49% de um ano para o outro, passando de R$ 26 bilhões em 2016 para R$ 23.79 bilhões em 2017. Esse montante também foi menor que o valor médio dos últimos cinco anos (R$ 26.76 bilhões), quando a receita líquida da companhia Oi diminuiu, em média, 4,35% por ano.

Os ativos totais da Oi totalizaram R$ 68.64 bilhões no 4º trimestre de 2017, soma 20,01% menor que o saldo de R$ 85.81 bilhões registrado no encerramento do mesmo período do ano anterior.

O patrimônio líquido da companhia, por sua vez, apresentou retração de 672,09%, ao comparar todos os valores contábeis que os seus sócios possuíam no fechamento do 4º trimestre de 2017 (patrimônio líquido negativo de R$ 13.51 bilhões) com a mesma data em 2016 (patrimônio líquido positivo de R$ 2.36 bilhões).

A dívida líquida ficou em R$ 47.63 bilhões no encerramento do 4º trimestre de 2017, aumento de 10,37% ante os R$ 43.16 bilhões registrados no ano anterior.

Todos estes dados referem-se à consolidação do resultado financeiro da companhia Oi (BOV:OIBR3 e BOV:OIBR4) com o resultado financeiro de todas as suas companhias subsidiárias (empresas controladas, de maneira direta ou indireta, pela companhia) relacionadas ao ano de 2017.

Acesse o balanço financeiro completo desta companhia, clicando aqui. Não deixe de conferir também seus indicadores fundamentalistas, clicando aqui.

Conheça a Oi

A Oi S/A é uma das maiores empresas do setor de telecomunicações brasileiro. A empresa atua na prestação de serviços de telefonia fixa em todos os estados da federação exceto São Paulo, além do Distrito Federal. Também presta serviço de telefonia móvel em todo o território nacional e conta com um portfólio de produtos completo e convergente (rede de transporte e backbone internacional, transmissão de dados e TV por assinatura).

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Repórter ADVFN é o canal automatizado de informações da ADVFN Brasil, um dos principais veículos financeiros do país. Contém vídeos exclusivos sobre o dia a dia do mercado financeiro brasileiro, além de artigos inéditos produzidos por canais de comunicação parceiros.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.