Dóllar Week: moeda valoriza 1,79% em semana de decisão do Fed

LinkedIn

O dólar apresentou valorização de 1,79% nesta semana, após bater patamar de 2016 ao chegar na casa dos R$ 3,55. O Federal Reserve (Fed) decidiu na quarta-feira (02) manter os juros dos Estados Unidos entre 1,5% e 1,75%. Já o Banco Central anunciou que operará no câmbio pelo quarto mês seguido, com a oferta de contratos de swap cambial, que equivalem à venda futura de dólares.

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse na segunda-feira que o presidente norte-americano, Donald Trump, ainda não decidiu se algum país irá receber isenção prolongada em relação as tarifas sobre importações de aço e alumínio.

Na cena política, o ministro Dias Toffoli, do (STF), rejeitou nesta semana o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender na Justiça Federal do Paraná processo contra o petista sobre a reforma de um sítio em Atibaia (SP).

Ontem (04), a moeda teve queda de 0,18%, cotada a R$ 3,5227 para compra e R$ 3,5240 para venda.

Após 3 pregões em maio, a moeda valorizou 0,58%. Houve 2 fechamentos negativos contra 1 positivo. Em abril, a divisa americana fechou cotada a R$ 3,5029 para compra e R$ 3,5035 para venda.

Em 2018, após 84 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 6,32%. Já se foram 45 pregões em alta, contra 39 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Resumo da semana

Na segunda-feira (30/04), o dólar teve alta de 1,20%, cotado a R$3,5029 para compra e R$3,5035 para venda. No meio da semana, a moeda aumentou de 1,30%, cotada a R$3,5478 para compra e R$3,5491 para venda.

Na quinta-feira (03/05),  a moeda reduziu 0,52%, cotada a R$3,5290 para compra e R$5,5305 para venda.

Ontem (04), a moeda teve queda de 0,18%, cotada a R$ 3,5227 para compra e R$ 3,5240 para venda.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.