EMBR3: Mais um trimestre tímido

LinkedIn
Os números mais fracos reportados pela Embraer (BOV:EMBR3) durante os três primeiros meses de 2018 já eram esperados, principalmente após a divulgação da prévia operacional. Segundo relatório da equipe de análise da corretora Coinvalores, a companhia reportou números tímidos.
A Embraer se encontra em uma fase de transição no segmento comercial, com a entrega do primeiro E190 de segunda geração agora em 2018, o que de certa forma, afeta também o volume de entregas da primeira geração. Já em aviação executiva, a razão do desempenho mais tímido é o mercado hesitante, diferente da aviação comercial em que as empresas têm investido em aeronaves, especialmente com os novos modelos não só da Embraer.
O backlog da companhia saltou de US$ 18,3 bilhões no final do ano passado, para US$ 19,5 bilhões ao final de março — de acordo com a Coinvalores, isso ocorreu apenas pela inclusão do segmento Serviços e Suporte no montante.
Já no segundo trimestre, a companhia assinou um pedido firme no valor de US$ 705 milhões em jatos E175 com a American Airlines. Esse é o quarto pedido desse jato feito pela American, o último havia sido em outubro de 2017. Somando os quatro, são 89 aeronaves vendidas para a companhia aérea. A Coinvalores destaca que isso é um “ótima notícia, pois como comentamos, a Embraer tem visto seu blacklog cair nos últimos trimestres”. Além disso, os papéis da empresa devem seguir respondendo à notícias envolvendo a negociação com a Boeing.
Dessa forma, a Coinvalores recomenda manter o ativo.

Deixe um comentário