Semanário Bovespa: índice desvaloriza 5,56% em semana de tensão no mercado local

LinkedIn

O Ibovespa encerrou esta semana com desvalorização de 5,56%. O índice da bolsa paulista viu os investidores recuando para o mercado estrangeiro no decorrer da primeira semana de junho. De acordo com a B3, nos mês de maio, os investidores estrangeiros retiraram R$ 8,433 bilhões da bolsa brasileira, o maior resgate mensal já registrado no mercado local. No mesmo mês, os estrangeiros eram equivalentes a 50% do volume negociado na bolsa brasileira e 50,8% da média anual. Pelo os cálculos, de cada R$ 100 em ações acordadas na B3, R$ 50 eram de estrangeiros.

O UBS, um banco suíço, reduziu na quinta-feira (07) a recomendação para ações brasileiras para “neutra” nas suas indicações de mercados emergentes, além de apontar uma “deterioração nos fundamentos do mercado local e incerteza política”.

O mercado permanece cauteloso em meio a indefinição da cena política local, ao mesmo tempo que as eleições se aproximam sem grandes reformas por parte dos candidatos. Amanhã (10), será divulgado mais uma pesquisa eleitoral realizada pelo DataFolha.

Ontem (08), o indicador teve queda de 1,23%, cotado a 72.942,07 pontos.

Após 6 pregões em junho, o índice desvalorizou 4,96%. Houve 2 fechamentos positivos contra 4 negativos. Em maio, o indicador fechou com 76.753,62 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 108 pregões, o Ibovespa desvalorizou 4,53%. Já foram 55 fechamentos positivos contra 53 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Resumo da Semana

Na segunda-feira (04), o Ibovespa elevou 1,76%, cotado a 78.596,06 pontos. No dia seguinte, ele recuou 2,49%, cotado a 76.641,73 pontos.

No meio da semana, o indicador teve queda de 3,78%, cotado a 73.242,48 pontos. Na quinta-feira (07), o indicador teve perda de 2,98%, cotado a 73.851,47 pontos.

Ontem (08), o indicador despencou 1,23%, cotado a 72.942,07 pontos.

Deixe um comentário