Siderúrgicas preparam reajuste do preço do aço no Brasil para os próximos dias

LinkedIn

As principais companhias siderúrgicas do Brasil estão preparando uma nova onda de reajustes nos preços do aço para os próximos dias. As informações são da Reuters. De acordo com a notícia, o reajuste vem em linha com o cenário de preço elevados no exterior e a atual situação cambial, que tem favorecido as importações.

A CSN (CSNA3já está comunicando seus clientes sobre o reajuste de 10% que entrará em vigor nesta sexta-feira (26). Na tarde desta terça, as ações da companhia lideravam os ganhos do Ibovespa, avançando cerca de 6,96%.

O movimento, segundo a reportagem, está sendo acompanhado pelas principais concorrentes da brasileira, como a ArcelorMittal, que já anunciou um reajuste nos preços para o início de agosto, e Usiminas (USIM5), que até o momento não divulgou de quanto será o reajuste.

Antes do novo ajuste, previsto para o final desta semana, as siderúrgicas já haviam aumentado as tarifas entre o final de junho e início de julho. Na época, o reajuste foi entre 10% e 12%.

As vendas de aços planos no Brasil no primeiro semestre por distribuidores subiram 11% sobre um ano antes, para 1,54 milhão de toneladas. Em junho, o crescimento foi de cerca de 38%, em parte motivado por represamentos de encomendas gerados pela greve dos caminhoneiros no fim de maio, em um desempenho considerado acima do esperado pelo setor.

Com Reuters 

Comentários

  1. Alex Moura diz:

    CSN, gerdau, Arcelor, Usiminas… IABr… as siderúrgicas todas reclamando que depois das medidas de preoteção do Trump não há mais livre mercado. Ok. Mas aí reajustam os preços juntas? Ora…ora… casa de ferreiro…

Deixe um comentário para Alex Moura