As ações de dividendos mais indicadas pelas corretoras em fevereiro; Vale perde espaço

LinkedIn

Os resultados das empresas no quarto trimestre divulgados neste mês, fechando o ano calendário de 2018, devem dar uma visão mais clara dos valores que serão distribuídos aos acionistas como dividendos ou juros sobre capital próprio neste ano, relativos ao lucro do ano passado.

As empresas aproveitam o fechamento do ano para recalcular o valor distribuído, levando em conta o que foi pago antecipadamente ao longo do ano anterior e de acordo com o orçamento e os planos de investimento para 2019. O que sobrar pode ir para o bolso do acionista.

A maioria das empresas está divulgando lucros maiores graças à discreta recuperação da economia em 2018 e, portanto, dividendos também maiores, em alguns casos batendo recordes, caso da Porto Seguro. O fato de o governo estudar tributar os dividendos também pode incentivar esse movimento de distribuição, com as empresas aproveitando para antecipar os repasses para seus sócios antes que o imposto passe a ser cobrado.

Enquanto isso, o valor das ações também sobe, acompanhando a melhora geral dos mercados, e que fez o Índice de Dividendos (IDIV) subir 12,5%, acima dos 10,8% do Índice Bovespa em janeiro.

Vale perde espaço nas carteiras

Algumas carteiras sofreram no mês passado com a forte queda das ações da Vale, que foi o papel mais indicado pelas corretoras em janeiro, presente em seis carteiras, graças à sua política de ser cada vez mais uma boa pagadora de dividendos.

O acidente em Brumadinho, além do grande número de mortos e da tragédia ambiental, afetou a imagem da empresa e deverá ter impacto em suas operações e fez  o papel perder 10,28% em janeiro. Mas, na maioria dos casos, a perda da Vale foi compensada pelo ganho com outras empresas (ver tabela com indicações e rendimento das carteiras das corretoras abaixo).

A incerteza com relação ao impacto do acidente sobre a mineradora, porém, levou algumas corretoras, como a Guide, a retirar o papel de sua carteira de dividendos. Agora, Vale aparece com três indicações entre 12 corretoras.  “Para o mês de Fevereiro, optamos por retirar os papéis da Vale, após incidente da barragem em Brumadinho (MG), e possíveis impactos do acidente na política de remuneração aos acionistas”, informou a corretora. “Em seu lugar incluímos os ativos da BR Distribuidora”, disse a Guide em relatório. “Para a carteira, nossas premissas seguem as mesmas: (i) empresas sólidas e com ótima administração; (ii) cias com geração de caixa expressiva; (iii) negócios mais resilientes e (iv) com alto poder de repasse de preços.”

Neste mês, no lugar de Vale, as empresas de energia Taesa, Engie e AES Tietê são destaques entre as indicações dos analistas das corretoras. Confira abaixo 16 ações com pelo menos três indicações entre as 12 corretoras acompanhadas pelo Portal do Pavini.

As preferidas em dividendos
Fevereiro Código Indicações
Taesa Unit TAEE11 5
Engie Brasil ON EGIE3 4
Itaú Unibanco PN ITUB4 4
Itausa PN ITSA4 4
AES Tietê Unit TIET11 4
ABC Brasil PN ABCB4 3
Banco do Brasil ON BBAS3 3
BB Seguridade ON BBSE3 3
Banrisul PNB BRSR6 3
Copasa ON CSMG3 3
IRB ON IRBR3 3
Metal Leve ON LEVE3 3
MRV Engenharia ON MRVE3 3
Sanepar Unit SAPR11 3
Transmissão Pta PN TRPL4 3
Vale ON VALE3 3

Fonte: corretoras.

Confira abaixo as indicações de cada corretora e sua performance em janeiro.

Carteiras de dividendos
Indicações de fevereiro
Corretora ação código Dividendos Rend. Janeiro
Guide Banco do Brasil ON BBAS3 3,2 11,10%
IRB Brasil ON IRBR3 3,3
Engie ON EGIE3 6,7
AES Tietê Unit TIET11 9,6
BR Distribuidora ON BRDT3 5,1
Banrisul PNB BRSR6 5,4
Sanepar Unit SAPR11 5,6
Cyrela ON CYRE3 6,2
Santander Telefonica Brasil PN VIVT4 6,81 2,86
Banrisul PNB BRSR6 5,13
IRB Brasil ON IRBR3 4,1
Itaúsa PN ITSA4 4,37
Smiles ON SMLS3 8,36
Copasa ON CSMG3 6,95
Energisa Unit ENGI11 2,14
Vale ON VALE3 8,23
Bradesco B3 ON B3SA3 4,5 17,40%
Taesa Unit TAEE11 7,4
Sanepar Unit SAPR11 6,5
Tenda ON TEND3 12,6
ABC Brasil PN ABCB4 8,6
Itaú Banco do Brasil ON BBAS3 5,3 5,72%
Copasa ON CSMG3 8,2
Transm Paulista TRPL4 13,3
Metal Leve ON LEVE3 8,4
MRV Engenharia ON MRVE3 11,4
BB Invest Banco ABC Brasil PN ABCB4 7,76
CCR ON CCRO3 2,82
Cia Hering ON HGTX3 3,88
Itaú Unibanco PN ITUB4 4,31
MRV Engenharia ON MRVE3 9,4
Smiles ON SMLS3 6,8
Taesa Unit TAEE11 7,5
AES Tietê Unit TIET11 8,8
Transm Paulista PN TRPL4 6,6
Metal Leve ON LEVE3 5,5
XP Invest Itaú Unibanco PN ITUB4 11%
Vale ON VALE3
Equatorial EQTL3
Engie Brasil ON EGIE3
AES Tietê Unit TIET11
Mirae ABC Brasil PN ABCB4 10,80%
AES Tietê Unit TIET11
Banrisul PNB BRSR6
BB Seguridade ON BBSE3
Engie Brasil ON EGIE3
Itausa PN ITSA4
MRV Engenharia ON MRVE3
Sanepar Unit SAPR11
Taesa Unit TAEE11
Transmissão Pta PN TRPL4
Coinvalores Banco do Brasil ON BBAS3 14,20%
Natura ON NATU3
IRB ON IRBR3
EZTec ON EZTC3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Braskem PNA BRKM5
Tupy ON TUPY3
Lojas Renner LREN3
Sulamerica Unit SULA11
Taesa Unit TAEE11
Necton BB Seguridade ON BBSE3 9,6%
CCR ON CCRO3
Itausa PN ITSA4
Bradespar PN BRAP4
Engie ON EGIE3
Genial Invest Copasa ON CSMG3 13,63%
Itausa PN ITSA4
Tupy ON TUPY3
Metal Leve ON LEVE3
Unipar Carboc. PNB UNIP6
Planner BB Seguridade ON BBSE3 2,8 11,2%
Cielo ON CIEL3 9,21
Iochpe-Maxion ON MYPK3 2,91
Petrobras PN PETR4 3,52
Ultrapar ON UGPA3 2,8
Ativa Itaú Unibanco PN ITUB4 11,80%
Klabin Unit KLBN11
Vale ON VALE3
Ambev ON ABEV3
Kroton ON KROT3
Ultrapar ON UGPA3
Taesa Unit TAEE11

Fonte: corretoras. Projeção de retorno em dividendos ao ano em relação ao preço da ação.

Deixe um comentário