Desenvolvedores transferem Bitcoin por ondas de rádio

LinkedIn

(Coindesk) – Com a crescente preocupação sobre o controle da internet, desenvolvedores e entusiastas do Bitcoin têm buscado alternativas para garantir que a principal criptomoeda do mercado permaneça “fiel” ao seu objetivo de ser uma alternativa ao sistema financeiro.

Um dos mais recentes “avanços” neste quesito foi feito recentemente quando o desenvolvedor Rodolfo Novak, que também é cofundador da CoinKite, realizou junto com a desenvolvedora e colunista da Bloomberg Elaine ou, uma transação de Bitcoin por meio de ondas de rádio e, portanto, sem usar o tráfego de dados da internet.

Segundo o site de notícias Coindesk, a transação vinha sendo organizada pelo Twitter e permitiu que o BTC(COIN:BTCUSD) cruzasse as fronteiras via rádio, saindo de Toronto no Canadá para São Francisco na Califórnia (EUA).

“O BITCOIN ESTÁ FAZENDO O RADIO AMADOR SER LEGAL DE NOVO!”, TUITOU A COLUNISTA DA BLOOMBERG.

Os usuários usaram a Lightning Network para fazer a transação, no entanto, apesar do sucesso, ambos declararam que é preciso ainda superar diversas barreiras para que o Bitcoin possa circular seus dados pelas ondas de rádio.

“FOI UMA DEMONSTRAÇÃO DIVERTIDA, MAS OBVIAMENTE IRREAL PORQUE COORDENAMOS TUDO ON-LINE ANTES DE ENVIAR OS SINAIS DE RÁDIO. ATUALMENTE, O EQUIPAMENTO É A PARTE MAIS DIFÍCIL: VOCÊ PRECISA DE UM RÁDIO QUE SUPORTE DETERMINADAS FREQUÊNCIAS. A MANEIRA MAIS BARATA É COM UM RÁDIO DEFINIDO POR SOFTWARE, QUE É DE CERCA DE US$200 PARA ALGO QUE PODE TRANSMITIR SINAIS DE BAIXA POTÊNCIA OU MILHARES PARA UM TRANSMISSOR DE ALTA POTÊNCIA”, DISSE A COLUNISTA.

Como mostra a reportagem, a ideia “original” de usar ondas de rádio para transacionar Bitcoin é do desenvolvedor Nick Szabo, que apresentou a proposta em 2017 na conferência Scaling Bitcoin em São Francisco.

A ideia é que, embora a internet possa potencialmente ser censurada, não é a única tecnologia que pode ser usada para enviar dados de uma parte do mundo para outra, “caso a China decida censurar o Bitcoin via Great Firewall, ou lugares como a Coreia do Norte, onde não há internet em tudo”, destaca a reportagem.

Por Criptomoedasfacil.com

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.