CFTC dos EUA pede à Petrobras informação sobre atividade de trading alvo da Lava Jato

LinkedIn

A reguladora norte-americana U.S. Commodity Futures Trading Comission (CFTC) enviou à Petrobras (BOV:PETR4) pedidos de informação sobre atividades de “trading” da companhia que são objeto de investigação por autoridades na operação Lava Jato, disse a petrolífera em comunicado nesta quinta-feira.

O Ministério Público Federal (MPF) afirmou em dezembro passado que apurava suspeitas de um esquema de corrupção na área de trading da Petrobras que envolveria o pagamento de propina a funcionários da estatal por gigantes internacionais como Vitol, Trafigura e Glencore, entre outras empresas.

Os pagamentos ilegais somariam 31 milhões de dólares, segundo investigação da chamada Operação Sem Limites, 57ª fase da Lava Jato.

Não foi possível contatar de imediato representantes das empresas.

A Petrobras disse no comunicado que “continuará cooperando com as autoridades reguladoras com relação a qualquer apuração, reforçando seu compromisso com a integridade e transparência”.

A Reuters publicou no mês passado que a Petrobras convocou atuais e antigos funcionários que sinalizaram casos de corrupção na empresa, especialmente nas operações de trading, em movimento após a operação das autoridades divulgar as acusações de irregularidades.

Deixe um comentário