#MercadoDiário: Bovespa fecha em alta com Copom e Previdência no foco

LinkedIn

O principal indicador da bolsa paulista, o Ibovespa, fechou em alta nesta quarta-feira (8), em dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central e de participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, na comissão especial da reforma da Previdência na Câmara.

O Ibovespa subiu 1,28%, aos 95.596 pontos.

No dia anterior, a Bolsa fechou em queda de 0,65%, aos 94.388 pontos, no segundo recuo consecutivo.

Destaques

A sessão foi marcada pela repercussão do balanço da Petrobras (PETR4e pelos dados de vendas e produção da Vale (VALE3) no começo do ano.

Entre as maiores altas, a ação preferencial da Petrobras avançou 3,87%, após a companhia anunciar na véspera lucro de R$ 4,03 bilhões no primeiro trimestre. Entre as quedas, Valerecuou 1,41%, depois de informar queda de 22% nas vendas no 1º trimestre, em meio aos cortes de produção decorrentes do impacto da tragédia de Brumadinho.

Fora do Ibovespa, a ação ordinária da Taurus (FJTA4) subiu 17,57%, e a preferencial avançou 23,51%, após decreto do presidente Bolsonaro que facilita a venda de armas e munições no país.

Câmbio

O dólar fechou em queda nesta quarta-feira (8). A moeda norte-americana caiu 0,93%, vendida a R$ 3,933.

O Banco Central vendeu nesta quarta-feira todos os 5,05 mil swaps cambiais tradicionais ofertados em leilão para rolagem do vencimento julho. Em cinco leilões, o BC já rolou US$ 1,263 bilhão, de um total de US$ 10,089 bilhões a expirar em julho. O estoque de swaps do BC no mercado é de US$ 68,863 bilhões.

Na terça, a moeda norte-americana subiu 0,31%, vendida a R$ 3,9698. Na máxima do dia, o dólar chegou a R$ 4. A última vez que a divisa dos EUA bateu R$ 4 durante o pregão foi em 25 de abril. No entanto, a moeda ainda não fechou nesse patamar este ano.

Dica ADVFN: Invista em mercados com liquidez e com mais alternativas para proteçãoAbra conta na sua primeira corretora de valores nos Estados Unidos

Deixe um comentário