Mercados em stand by, aguardando decisão do FED nesta semana.

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em queda nesta segunda-feira, em meio a baixas expectativas de um grande avanço com a retomada das negociações EUA-China em Pequim nesta semana.

Na China continental, o composto de Xangai caiu 0,12%, enquanto o Shenzhen Composite subiu ligeiramente. Os lucros das empresas industriais chinesas caíram 3,1% em junho ante o ano anterior, após um ganho de 1,1% em maio, de acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas do país, no sábado. Segundo analistas, a desaceleração nos lucros se alinha com os baixos preços ao produtor observados no início do mês e também sugere que as margens estão sendo impactadas pela guerra comercial EUA-China.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 1,03%, com com aumento das tensões após outro confronto entre manifestantes e a polícia no fim de semana. As ações da seguradora de vida AIA caíram 2,02%.

Na Coreia do Sul, o Kospi caiu 1,78% para terminar seu dia de negociação em 2.029,48 pontos, o menor desde o final de 2018, com as ações da fabricante de chips SK Hynix caindo 3,51%.

O Nikkei do Japão caiu 0,19%, com o peso-pesado do índice, a fabricante de robôs Fanuc, recuando 1,63%. As ações do conglomerado Softbank subiram 3,88% depois que o fundador e principal executivo da companhia, Masayoshi Son, disse em entrevista que espera ofertas públicas iniciais de empresas de seu portfólio no ano que vem. Son também disse que a Softbank vai investir US $ 2 bilhões no Sudeste Asiático, junto com a gigante Grab.

O S & P / ASX 200 da Austrália, por sua vez, subiu 0,48%, para fechar em 6.825,80 pontos, próximo do recorde anterior, de 6828,7 pontos, estabelecido em 1º de novembro de 2007, impulsionada pela recuperação do setor tecnológico do país após fortes ganhos em Wall Street, das gigantes de tecnologia Alphabet e Twitter na sexta-feira.

O cobre, que também é um indicador econômico, subiu 0,2% para US $ 5977 a tonelada na sexta-feira, à frente da reunião entre negociadores comerciais dos EUA e da China em Xangai nesta semana. Entre as mineradoras australianas, BHP caiu 0,6%, Fortescue recuou 1,7% e Rio Tinto avançou 0,6%, recuperando parte das perdas da sessão anterior, quando foi rebaixada pela Liberum

No geral, o índice MSCI Asia ex-Japan caiu 0,54%.

EUROPA: As bolsas europeias operam com cautela nesta segunda-feira. O pan-europeu Stoxx 600 abriu em alta de 0,25% mas reduz os ganhos iniciais ainda no meio da manhã, com o setor de automóveis recuando 1,2%, enquanto ações de telecomunicações e serviços financeiros avançam 1,8% e 1,6%, respectivamente.

As mineradoras listadas em Londres operam em alta. Anglo American sobe 0,1%, enquanto Antofagasta sobe 0,5%, BHP sobe 1,1%, Rio Tinto opera em alta de 1,2%.

Entre as notícias corporativas, as fusões e aquisições estão no topo da agenda. A Reuters informou no domingo que o Blackstone Group dos EUA, deve anunciar a fusão de sua empresa de dados financeiros Refinitiv com o London Stock Exchange Group nesta semana. Espera-se que a fusão enfrente uma longa revisão antitruste antes que possa ser finalizada. As ações do LSE Group disparam 15% no pregão matinal.

O Financial Times também relatou uma potencial associação entre as empresas de entrega de alimentos Just Eat e Takeaway.com para formar um grupo de 9 bilhões de libras (US $ 10 bilhões) que superaria tanto a Uber Eats quanto a Deliveroo. As ações da Just Eat avançam 25% com os investidores reagindo às notícias.

Apesar da maioria das principais bolsas sendo negociadas no vermelho, o FTSE 100 da Grã-Bretanha sobe mais de 1% por conta da alta das duas ações.

À medida que a temporada de ganhos se agita, a Ryanair anunciou na segunda-feira uma queda de 21% no lucro líquido do primeiro trimestre devido a tarifas mais baixas e custos mais altos, mas reiterou seu guidance para o ano. Seu lucro no primeiro trimestre veio um pouco acima das previsões dos analistas e suas ações sobem 1,6%.

O lucro da Heineken ficou aquém das expectativas devido custos mais altos, com a empresa holandesa de bebidas reportando um lucro líquido de 1,05 bilhão de euros, fazendo com que suas ações caíssem 5,5%, liderando o fundo do índice blue chip europeu.

O Bankia da Espanha viu seu lucro líquido no segundo trimestre cair 32% devido queda nas receitas financeiras, mas suas ações sobem 0,2%.

O novo primeiro-ministro britânico e líder do Partido Conservador, Boris Johnson, planeja visitar a Escócia na segunda-feira, depois que o líder dos conservadores escoceses disse que se recusaria a apoiar uma saída do Reino Unido sem um acordo.

A Confederação da Indústria Britânica (CBI) também disse no domingo que a UE estava atrasada em relação à Grã-Bretanha na preparação para o Brexit.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos Estados Unidos recuam ligeiramente na segunda-feira de manhã, com os participantes do mercado se preparando para um provável corte nas taxas de juros pela primeira vez em mais de uma década, na reunião de quarta-feira do Federal Reserve. Os investidores também vão monitorar de perto se o banco central sinalizará mais cortes nos próximos meses. Os economistas esperam de um a três cortes de juros neste ano.

Enquanto isso, autoridades dos EUA e da China devem se reunir em Xangai nesta semana para suas primeiras conversas presenciais desde a trégua do G-20 no mês passado, apesar das baixas expectativas de que as duas maiores economias do mundo cheguem a um acordo comercial abrangente.

Na sexta-feira, os fortes relatórios corporativos e o PIB melhor que o esperado levaram o S & P 500 e o Nasdaq Composite a novos recordes. O S & P 500 subiu 0,7%, fechando em 3.025,86 pontos, enquanto o Nasdaq Composite subiu 1,1%, para terminar seu dia de negociação em 8.330,21 pontos. O Dow Jones subiu 51,47 pontos, ou 0,19%, para 27.192,45 pontos.

Mais de 40% das empresas do S & P 500 divulgaram seus balanços trimestrais do segundo trimestre. Dessas empresas, 76,4% registraram um lucro maior do que o previsto, segundo a FactSet. A economia dos EUA também expandiu mais do que o esperado no segundo trimestre, crescendo 2,1% em comparação com as expectativas de um aumento de 1,8% de economistas.

Na agenda econômica, os dados de manufatura do Fed de Dallas para julho sairá às 11h30 da manhã.

A temporada de balanços continua a todo vapor. A Sanofi, a Booz Allen Hamilton e Oil States International estão entre algumas das empresas que devem divulgar seus últimos números trimestrais antes do início do pregão. Beyond Meat, Arch Capital Group e AK Steel estão entre os esperados para publicar resultados após o fechamento do mercado.

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: -0,03%
SP500: -0,06%
NASDAQ: -0,09%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário