Irmãos Winklevoss pensam em parceria com o Facebook

LinkedIn

Os gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss, co-fundadores da criptomoeda Gemini, deram uma entrevista para a rede CNN, admitindo interesse em uma parceria com o Facebook. A intenção é deixar de lado uma possível rivalidade com a Libra, moeda virtual que a rede social lançará, e fortalecer o seu valor no mercado. De acordo com eles, há grande potencial neste ativo.

Uma notícia interessante para o criptomercado

Os gêmeos Winklevoss são autoridades no criptomercado. Cameron afirmou que a época para o lançamento da Libra não poderia ser mais propícia. De acordo com ele, as criptomoedas estão cada vez mais populares, o que pode dar uma vantagem significativa para a rede social. Por mais que tenha havido desentendimentos entre eles e Mark Zuckerberg no passado, a mente por traz do Facebook consultou os irmãos durante o desenvolvimento da moeda digital.

Com relação a uma possível parceria entre a Gemini e a Libra, os gêmeos afirmam que precisam avaliar como será o comportamento da criptomoeda do Facebook antes de tomarem qualquer tipo de decisão. Assim sendo, é possível que haja um acordo em comum para fortalecer os dois ativos, uma vez que as expectativas com o lançamento da nova moeda digital é grande.

Como isto impacta outras criptomoedas?

Atualmente o Bitcoin continua sendo a criptomoeda líder em domínio de mercado. E embora este quadro não deve mudar tão cedo, é interessante avaliar como novos ativos com poder de se solidificar devem competir com o BTC. Em meio a um quadro paradoxal entre incertezas e ondas de otimismo, somente o futuro poderá dizer o que acontecerá.

Para os gêmeos, a tendência é de que cada vez mais empresas e bancos venham a aderir os ativos do criptomercado. Eles citam a nível de exemplo gigantes como a Amazon, a Apple, o Google e a Netflix. Para os irmãos, estas são empresas que acabarão adotando criptomoedas em suas negociações cedo ou tarde. E com a chegada da Libra, será interessante notar como estes passos poderão ser dados.

Voltando ao presente

Independentemente das perspectivas futuras, é necessário avaliar as atuais condições de ativos fortes no mercado como o Bitcoin. Após uma forte queda registrada nas últimas 24 horas, seus investidores lutam para reergue-la. Seu valor atual está próximo aos 10.800 dólares, de forma que é esperado que não venha a oscilar para baixo novamente a curto prazo.

É importante ter em mente o fato de que, pelo menos no presente, o BTC influencia totalmente as outras criptomoedas. Assim, se os seus preços apresentam valorização, a tendência é de que as demais moedas digitais subam, e vice-versa.

Fonte: Bitcoinst

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário