Benndorf troca Itaúsa por B3 e inclui Tupy na carteira da 1ª quinzena de outubro

LinkedIn

A Benndorf Research atualizou nesta terça-feira a carteira de ações recomendada para os 15 primeiros dias do mês. Além dos rebalanceamentos tradicionais, a casa de análises também incluiu B3 no lugar de Itaúsa (BOV:ITSA4), além de promover a entrada de Tupy (BOV:TUPY3) sem a exclusão de outro ativo.

A opção por B3 foi para realização de um pequeno lucro em ITSA4 (+6,38%) após o papel se destacar e atingir novas máximas históricas. B3 traz expectativas de sólidos volumes à frente (queda da Selic contribuindo para a disseminação do mercado de capitais) e expectativas de um re-rating do mercado brasileiro após a aprovação das reformas esperadas.

Para elevar o grau de diversificação para 12 papéis com a inclusão de um novo case de exportação, Tupy (BOV:TUPY3) foi escolhida por possuir parte considerável das suas receitas em dólar e deve se beneficiar de um real depreciado com impactos positivos no 3T19. Além desse fato, o bom dividend yield eleva a atratividade do case em meio à queda da taxa Selic.

Composição

Para a primeira quinzena do mês, a Benndorf aposta nos ativos da Minerva (BOV:BEEF3), IRB (BOV:IRBR3), CPFL (BOV:CPFE3), CVC (BOV:CVCB3), B3, Bradesco (BOV:BBDC4), Vale (BOV:VALE3), Petrobras (BOV:PETR4), Locamerica (BOV:LCAM3), Tupy (BOV:TUPY3), Direcional (BOV:DIRR3) e Lojas Renner (BOV:LREN3).

Comentários

  1. Paulo diz:

    O título está errado. Está diferente da matéria

Deixe um comentário