Camil cai após registrar lucro menor no 2º trimestre do ano safra

LinkedIn

As ações da Camil (BOV:CAML3) operam em baixa no pregão desta sexta-feira (11) na B3. As negociações são influenciadas pela divulgação, na noite de quinta-feira (10) após o fechamento do mercado, do balanço referente ao 2º trimestre do ano safra, que registrou queda do lucro.

No período encerrado no final de agosto, o lucro líquido da companhia foi de R$ 40,1 milhões, o que representa queda de 49,3% na comparação com os R$ 79,1 milhões de um ano antes. Já no primeiro trimestre safra 2019, o resultado foi de R$ 49,8 milhões.

Entre junho e agosto, a receita líquida da Camil atingiu o patamar de R$ 1,223 bilhão, um avanço de 6,8% na comparação com os R$ 1,145 milhões do mesmo trimestre do ano passado. No entanto, teve queda de 1,1%, a R$ 1,237 bilhão entre março e maio deste ano.

Com isso, o Ebitda da fabricante de alimentos no segundo trimestre safra foi de R$ 88,7 milhões, um recuo de 34,1% em um ano, quando o resultado foi de R$ 134,6 milhões. Já no primeiro trimestre safra, a alta foi de 6,9% a R$ 83,0 milhões.

Reação do mercado

Na visão da Mirae Asset, os números foram mais fracos do que o período do ano passado. O volume de arroz vendido no Brasil aumentou 2,4% e o volume de açúcar comercializado caiu 10%, com melhores preços de arroz e de açúcar. Já no mercado externo ocorreu aumento de vendas no Uruguai principalmente, mas os preços em dólar ainda foram fracos.

Apesar disso, a corretora mantém otimista com a Camil para o ano de 2020, esperando que com a recuperação da economia, inflação estável e recuperação gradual do emprego e da renda, a empresa possa se beneficiar do melhor cenário, onde terá condições de repassar os custos represados.

As ações da companhia alimentícia operam, com isso, em baixa de 2,41% a R$ 6,47 às 12h27.

Deixe um comentário